Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversas e Café

Uma manhã sem telemóvel...

Spoiler: Não morri!!

O despertador tocou às 06:35h da manhã para mais um dia de aulas. Eu acordei com o meu ânimo matinal e comecei a me arranjar nas minhas calmas como sempre faço, ou melhor, a me atrasar! Estava tudo dentro do timing, fantástico, até que olhei para o relógio e só faltavam menos de 2 minutos para apanhar o autocarro portanto, vejamos, soaram as sirenes, uma correria total com o intuito de me agasalhar o máximo possível e descer para apanhar o autocarro. Vejamos só, casaco está, cachecol check, gorro também, batom dou no autocarro e bora, sempre a abrir pela escadaria fora. 

Mal entrei no autocarro, e é algo que tem vindo a acontecer ultimamente, o meu cérebro entra em transe buscando as mil e uma coisas que não posso esquecer fazer e outras mil e uma coisas que me esqueci entre as quais o meu bem dito telemóvel. Vejamos, a minha reação, a priori, foi "bolas! cabeça de alho chocho!" e só depois a bola de neve começou-se a desenrolar no meu anterior (sim, sofro de ansiedade, cada acontecimento que acontece na minha vida seja positivo ou negativo é vivido mais intensamente!) "e agora? a minha mãe vai ficar tão aflita, ligar-me mil e quinhentas vezes, pensar que me deu um piripaque qualquer na rua e me procurar no hospital haver se dei entrada por lá" e só depois disto é que respirei profundamente e tentei ver as coisas numa outra perspetiva, analisei a situação como se de uma investigação ultra-secreta se tratasse e cheguei à conclusão de que não valia a pena me preocupar com coisas que eu própria não estou no comando. Pensei também em pedir o telemóvel emprestado a algum colega de turma só para enviar um sms a dizer que estava viva e a explicar (resumidamente) a situação, tenho a certeza de que ninguém rejeitaria mas, mesmo assim, não o fiz.

E mal cheguei ao pé dela, tranquilizei - a. Ela logo se apercebeu que tinha deixado o telemóvel em casa e nem parecia tão preocupada com isso quanto imaginei anteriormente. Ela própria reconheceu que a manhã tinha sido uma loucura e ainda rimos sobre isso as duas. Portanto, para adicionar, fui buscar o telemóvel a casa antes de continuar a parte da tarde.

Ao fim ao cabo, a minha prioridade era mesmo avisar a minha mãe, pelo que, nem senti muita diferença em não fazer o primeiro check nas redes sociais depois de oito horas sem ir, nem senti muita diferença em não responder a mensagens, e-mails, DM's, aproveitei para olhar para o mundo exterior, para a natureza, para tudo à minha volta enquanto estava sentada confortavelmente no autocarro. Foi uma experiência tão estranhamente libertadora, tão benéfica para mim. Precisava disto, na verdade. Embora, tenha que confessar que assim que o meu telemóvel voltou para as minhas mãos, dei uma breve olhada nas notificações que tinha perdido mas voltei a bloquear. 

 

Conversar :

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

A autora

foto do autor

Translate

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub