Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Conversas e Café

Como reforçar o sistema imunitário?

Com a chuva e o frio que já se faz sentir lá fora e com a COVID espalhada por aí, temos mais que motivos para fortalecer o nosso sistema imunitário. O principal objetivo é fortalecer o sistema imunitário para evitar a gripe sazonal e "tentar" (sim porque até agora não uma "receita" infalível) afastar o covid diante de nós. No fundo, se juntar-mos estas dicas com as práticas já implementadas da DGS - Direção Geral da Saúde, que todos nós já estamos cansados de saber, aí o risco de obter este vírus é menos, porém é impossível estimar quanto a números a redução desse risco uma vez que ninguém está imune e todos nós já percebemos isso, no entanto, pode ser evitado. 

Foi por isso que eu trouxe esta ideia para vocês para vos mostrar, também, alguns dos truques que utilizo para tentar escapar às gripes e consequentemente aos antibióticos e a todos os químicos associados. Estão prontos para anotar as dicas? Vai valer a pena, acreditem. 

Na alimentação 

  • Frutas cítricas como laranja, toranja, kiwi, tomate, são ricos não só em vitamina C, vitamina indiscutivelmente importante nesta época, mas também em antioxidantes, que também é interessante para o sistema imunitário. Já que estamos a falar em antioxidantes, podem encontrá-lo também nos frutos vermelhos, no chocolate negro, no café, no chá verde, na maçã, no feijão, nos legumes verdes escuros, etc. 

 

  • Alimentos ricos em zinco. Podemos encontrar este mineral na carne, nos cereais integrais, castanhas, sementes e leguminosas, tais como feijão, grão de bico, lentilha, ervilha. 

 

  • Oleogenosas. Para além de conterem zinco as oleogenosas são ricas também em vitamina E. Quem fala em oleogenosas refere-se às nozes, castanhas, amêndoas e a óleos vegetais, tais como os de girassol, gérmen de trigo, milho e canola. Elas são altamente benéficas sobretudo para os idosos pois ajudam no combate à diminuição da atividade do sistema imunitário. 

 

  • Gengibre. Principal fonte de vitamina C, vitamina B6 e com ação anti-inflamatória. Este é, também um dos meus aliados para a defesa do sistema imunitário e também no combate às inflamações de garganta. 

 

  • Óleo de Coco. Os ácidos láurico e cáprico presentes neste óleo tem propriedades especificas capaz de modular o sistema imunitário. Ele age contra fungos, vírus e bactérias. Tudo o que a gente precisa, não acham?

 

Saúde Intestinal 

Um facto interessante: sabiam que mais de 70% das células imunológicas situam-se nas paredes intestinais? Daí a ser importante ter uma boa saúde intestinal. O sistema digestivo desempenha um papel fulcral no metabolismos de toxinas do corpo fazendo parte do nosso sistema desintoxicante natural. 

Uma alimentação mais rica em fibras e alimentos grosseiros, como é o caso de alimentos vegetais, os grãos integrais, as nozes, sementes, legumes e frutas que o nosso corpo não consegue digerir, ajuda na rápida remoção de toxinas através do intestino. E claro que também não nos podemos esquecer dos líquidos que também ajudam imenso na saúde intestinal. 

 

Hábitos 

  • Pratica de exercício físico regularmente. Há estudos que indicam que o exercício físico regular aumenta a circulação de glóbulos brancos no organismo. Os glóbulos brancos são células imunológicas cujo o principal objetivo é identificar e "matar" qualquer patógeno causador de doença. Para além disso, manter-se em movimento é importante para aumentar a frequência cardíaca bem como a temperatura do corpo, factores que contribuem para combater as bactérias. 

 

  • Redução no álcool. Posso fazer uma piada? Quando se fala em reduzir no álcool não é no álcool gel! O consumo de álcool compromete o nosso sistema imunitário na medida em que as macro moléculas presentes nele é, sobretudo, açúcar puro. Quando há um elevado consumo de açúcar há, por outro lado, uma redução da capacidade do nosso corpo em responder à ameaça uma vez que diminui a produção de glóbulos brancos no nosso organismo ficando, assim, mais suscetíveis aos vírus e bactérias.

 

  • Uma boa noite de sono. Não só para um efeito rejuvenescedor ou repousante, uma noite bem dormida também tem impacto no nosso sistema imunitário uma vez que melhoram a produção de citocinas anti - inflamatórias e células assassinas que melhoram a capacidade do organismo combater a inflamação. 

 

Suplementação

Devemos reconhecer que por vezes a alimentação, por mais variada que seja, só por si não nos previne a 100%, aliás, a suplementação e os seus benefícios tem despertado muita atenção por parte de nutricionistas, atletas, desportistas e até mesmo para as pessoas meramente comuns quando o seu objetivo é suplementar a sua alimentação para garantir, neste caso, um reforço ainda maior do sistema imunitário. É plausível aliar os suplementos alimentar com uma alimentação equilibrada. Aqui ficam alguns suplementos maravilhosos que ajudam no reforço do sistema imunitário. 

  • Vitamina D
  • Vitamina C
  • Echinacea
  • Glutamina 
  • Zinco

 

E com isto chegamos ao fim de um post demasiadamente informativo cheio de truques e dicas para um melhor reforço do sistema imunitário sobre tudo nesta época em que, mais do que nunca, precisamos de garantir que de facto ele funciona bem. Contudo, não pudemos esquecer da vacinação contra a gripe, de se agasalhar e proteger do frio e da chuva e não menos importante, respeitar as normas impostas pela DGS para salvaguardar a saúde de todos nós. Lembrando que tudo isto começa pela iniciativa própria. 

Cuidem-se sempre.

 

 

 

 

11 razões para tomar colagénio

Olá malta, hoje vim compartilhar convosco os motivos para tomar colagénio. Pessoalmente comecei por tomá-lo, como suplemento alimentar, nesta quarentena. E um dos motivos foi, sem dúvida, o enfraquecimento e a queda de cabelo. Já revelei que tenho tendência à queda de cabelo devido a n factores desde a insulina até a problemas hormonais que fazem com que a queda de cabelo bem como o enfraquecimento do mesmo seja algo natural e contínuo independentemente das estações do ano. 

Por isso pesquisei sobre o assunto e depois daquilo que li, decidi começar a tomar este suplemento. 

O que é o colagénio?

O colagénio é das principais proteínas estruturais do nosso corpo de origem animal. Tem como função primordial dar firmeza, sustentação e elasticidade à pele, cartilagens, músculos e estruturas do corpo cujo não necessitam de sustentação dos ossos mas sim de suporte. 

 

Onde está presente?

O colagénio encontra-se presente na alimentação tal como todas as outras proteínas necessárias ao funcionamento do nosso organismo, no entanto, há alimentos que são mais ricos nesta proteína que outros. As principais fontes de colagénio são:

  • Gelatina
  • Carnes e ovos
  • Frutas cítricas e frutos vermelhos
  • Castanhas, nozes e amêndoas
  • Aveia e soja
  • Tomate, pimenta e beterraba
  • Vegetais de cor verde- escuro (brócolos, por exemplo) e laranja
  • Chá branco
  • Alho
  • Peixes e ostras
  • Feijão 
  • Ervilhas 
  • Uva

No entanto, é importante reforçar a suplementação desta proteína no organismo. E um bom suplemento alimentar composto essencialmente por colágenio pode ser uma boa opção. Tomo em cápsulas mas também existe a opção de Colagénio ou Colagénio Hidrolisado em saquetas que permite desfazer em sumos, água, sopas, etc. 

Benefícios de tomar colagénio: 

  1. Ajuda na hidratação e elasticidade da pele, prevenindo e atenuando a celulite e as estrias.
  2. Regula a produção de insulina. 
  3. Fortalece o cabelo, unhas, ossos e articulações.
  4. Melhora a resistência dos músculos.
  5. Dá saciedade, portanto, é um bom aliado para a perda de peso. Porém, o colágenio em pó da melhor sensação de saciedade comparativamente aos de cápsula. 
  6. Ajuda a desintoxiacar o fígado e cura os efeitos da ressaca no dia seguinte.
  7. Ajuda a evitar as úlceras de pressão - lesões que se formam na pele quando uma parte do corpo fica muito tempo na mesma posição. 
  8. Reveste o intestino, evitando inflamações. 
  9. Reduz o surgimento de rugas e ajuda a tratar aquelas que já estão presentes.
  10. Ajuda na saúde hormonal e na saúde dentária. 
  11. Trata cicatrizes. 

Comprei um fraco com 60 comprimidos por 15,95€ na Bioforma. Sendo que tomo uma cápsula por dia, dá  para dois meses e considero que é um investimento pequeno face à quantidade de produto. E em menos de dois meses de suplementação, já notei diferença, principalmente no cabelo, que era o principal objetivo mas também na própria pele. O rosto está mais bonito e aparenta muito mais saudável, até mesmo o acne está mais calmo. As poucas estrias e celulite que tenho, devido ás constantes alterações de peso, estão cada vez menos visíveis. Portanto estou a notar os efeitos e estou a gostar muito deles. 

Só bons motivos para tomar colagénio então aliado com um estilo de vida equilibrada e saudável, os resultados notam-se.

Contem-me se tomem qualquer suplemento alimentar.

 

Receita | Bolo de Laranja Fit

Seguimos fortes em isolamento profilático e quando digo "seguimos" refiro-me a mim (que estou desde dia 13 de março em casa) e aos meus pais que foram "obrigados" a parar a sua atividade profissional desde que foi implementado o estado de emergência aqui em Portugal. 

Mas não vim falar sobre isso, não agora! Vim sim sugerir-vos uma nova receita de um bolo de laranja que eu e a minha mãe criamos para adoçar um pouco mais a nossa quarentena e tenho que vos avisar que este vocês podem comer sem culpas, adaptamos tudo para ficar o mais saudável e fit possível. Por isso, acho que é uma boa sugestão. 

IMG_1437.JPG

Ingredientes: 

  • 1/2 chávena de farinha de côco
  • 1 chávena de flocos de aveia
  • 1/2 chávena de açúcar de côco
  • 1 pitada de canela
  • 6 ovos
  • 1 chávena de sumo de laranja
  • raspas de casca de uma laranja
  • 1/2 chávena de bebida vegetal
  • 1/2 colher de sopa de fermento

Modo de fazer : 

  • Juntar todos os ingredientes numa liquidificadora e bater até ficar uma massa homogénia.
  • Preparar a forma com óleo de coco e papel vegetal.
  • Colocar a massa e levar ao forno, previamente pré-aquecido, a 180ºC durante 45 minutos, aproximadamente. 

 

Tenho que dizer que fica maravilhoso, não extremamente doce mas com aquele gosto a laranja tão bom. E é uma boa opção para toda a família neste período mais delicado.

Vão experimentar? 

Por detrás dos rótulos das embalagens...

Dia 04 de março é Dia Mundial da Obesidade. Em Portugal, os números sãoaterradores pois quase metade da população portuguesa apresenta excesso de peso e estima-se que cerca de um milhão sofre de obesidade. Mas as estatísticas vão mais longe e de forma tão assustadora, hoje saiu nas páginas do Diário da Madeira, que 70% dos madeirenses são obesos e isto deixa muito que pensar, pelo facto de ser, sobretudo, uma ilha. Que assustador, eu diria. 

Mas o que fazer contra isto? As estratégias implementadas pela Direção Geral de Saúde em conjunto com o governo passam por colocar os refrigerantes e bebidas açucaradas com um preço mais elevado mas a meu ver não é o suficiente. Se perder-mos um pouco do nosso tempo no supermercado a ler os rótulos das embalagens que escolhemos para a nossa alimentação e que consequentemente compramos, vamos aperceber-nos, finalmente, que há muitos alimentos "camuflados" pelas letras enormes a dizer "Light" ou "-30% de gordura e/ou açúcar adicionados" que, na verdade, não são minimamente saudáveis não só pela quantidade de açúcar e gorduras nem calorias mas como também pela quantidade de conservantes artificiais que só fazem mal à nossa saúde.

Não sou nutricionista para vos falar do assunto mas rótulos é algo que eu aprendi desde cedo a descodificar e tentar perceber se, de facto, era interessante para a minha alimentação. E hoje, vou vos ensinar como ler os rótulos.

Captura de ecrã 2020-03-04, às 19.12.55.png

Peguei aqui no exemplo das informações nutricionais de um refrigerante e agora vou ajudar-vos a analisar e o que se deve ter em conta. 

1º Porção - refere-se à quantidade de alimento (neste caso ml) utilizado para efectuar os cálculos nutricionais. Muitas das vezes aparecem por 100 ml ou 100g e a porção da embalagem na totalidade ou então aparece apenas a porção de 100ml ou 100g como valor de referência para os cálculos nutricionais. 

2º VDR ou VD - corresponde ao valor diário recomendado de consumo aparecendo pois em percentagem e tem em conta a dose de referência num adulto (8.400 kJ/2000kcal). 

3º Energia - quantidade de calorias do alimento. Utilizada como referência uma dieta de 2000kcal por dia.

4º Lípidos - são as gorduras presentes no alimento. Os lípidos saturados ou gordura saturada que aparece nos rótulos, são as gorduras que fazem mal à saúde, aquelas que devem de ser evitadas. Podendo ser consumidas no máximo 20g por dia. 

5º Hidratos de Carbono - são a principal fonte de energia do organismo. Por cada grama de hidratos de carbono, fornece 4kcal. São necessários no nosso organismo mas se não forem adequados ao seu estilo de vida podem ser uma das principais causas para distúrbios no peso. 

6º Açúcares - as "-oses". Podem ser considerado baixa quantidade de açúcar quando um alimento sólido não tiver mais de 5g de açúcar por 100g de produto ou quando um alimento líquido não tiver mais de 2,5g de açúcar por 100ml. 

7º Proteínas - Um alimento é considerado fonte de proteína quando, pelo menos, 12% do valor energético do alimento for fornecido por proteína. Cada grama de proteína corresponde a 4kcal.  

É tudo isto a ter em conta. 

Espero que seja mais fácil de desvendar o que está por detrás dos rótulos depois desta abordagem. Apelo para que percam tempo a escolher melhor aquilo que comem e bebem, pois tenho a certeza que a vossa saúde irá agradecer. 

 

Receita | Overnight com Frutos Vermelhos e Chia

Por estes dias no Instagram (@julianamf1609) tenho publicado os meus lanches que tem sido, nada mais nada menos, que um Overnight Oat. Quando a minha nutricionista dê-me a receita eu duvidei do sabor da mistura dos ingredientes mas devo confessar que tanto eu como a minha mãe ficamos rendidas ao paladar. Arriscaria-me a dizer "pedacinho de paraíso na terra". É um lanche saudável, rápido e delicioso que só pela imagem vai trazer-vos água à boca. 

FE0D32B4-3C4B-455F-8266-6D775A113E85.jpeg

Ingredientes (para 1 porção) :

  • 1 colher de sopa de aveia
  • 1 colher de sopa de coco ralado
  • Bebida Vegetal q.b
  • 1 colher de sopa de bagas de goji (opcional)
  • Canela q.b
  • 100 ml de leite de coco
  • 1 colher de sopa de chia
  • Frutos Vermelhos 

Modo de fazer :

  • Numa taça adicionar 100 ml de leite de coco e uma colher de sopa de chia, misturar de modo a obter uma mistura homogénea. Conservar durante 10 minutos de modo a tornar essa mistura mais consistente (pastosa). 
  • No pote colocar uma colher de sopa de aveia e uma colher de sopa de coco ralado. Humedecer com um pouco de bebida vegetal. 
  • Adicionar a canela e as bagas de goji. 
  • Passado os 10 minutos, adicionar ao pote a mistura do leite de coco com as sementes de chia.
  • Ao servir, preencher o restante com frutos vermelhos. 

 

Dicas: 

  • Podem fazer quatro potes iguais aos da imagem e conservar no frigorífico, continua delicioso e assim já ficam com lanche para os outros dias (se bem que cá por casa não dura muito tempo pois a minha mãe também não resiste a esta delícia!) 
  • Podem conservar no frio o overnight depois de pronto e quando forem comer é só juntar os frutos vermelhos. 
  • Se usarem bebida vegetal somente para esta receita, comprem os pacotes mais pequenos, assim o desperdício é menor visto que necessitam de pouca quantidade.

 

Esta receita é muito simples e muito rápida para se fazer. Para além disso é saciante e saudável. Cá por casa eu e a minha mãe somos super fãs desta pequena delícia o que faz com que tenha que fazer com mais frequência esta receita. 

Consegui-vos convencer? 

 

 

 

 

Receita | Mousse de Cacau

Quem me segue lá no Instagram (já agora, @julianamf1609) sabe que ultimamente ando a publicar vários stories desta receita. Primeiramente porque é (muito!!) saudável quanto fácil e deliciosa de se fazer. Na verdade, a receita não é propriamente minha, foi que vi por lá no Instagram e decidi testar porque fiquei com água a crescer na boca. 

E a melhor parte é que ela é muito saborosa, sobretudo para quem gosta de cacau, e podem comer sem culpas, seja como lanche ou como sobremesa. Por isso, decidi colocar esta opção fit de uma mousse para provar com a família neste fim de semana prolongado. 

IMG_0137.jpg

Ingredientes: 

  • 1 lata de leite de coco 
  • 4 colheres de sopa de cacau em pó 
  • 1 colher de sopa de açúcar de coco

Modo de Fazer:

  • Num liquidificador, bater todos os ingredientes na velocidade mais lenta por cerca de dois minutos. 
  • Depois, terminar na velocidade máxima por um minuto. 
  • Colocar em taças (para mim deu para 4 taças) e levar ao frio por umas horas. 
  • Servir com raspas de chocolate negro mínimo 70% cacau, avelãs moídas ou coco ralado (tal como eu fiz!) 

Esta receita é ideal para fazer neste fim de semana e partilhar com quem mais gostam.

O que vos parece? 

A fruta e a glicémia...

Olá maltinha, hoje vim desmitificar um mito que eu própria tenho conseguido corroborar ultimamente. 

A fruta e a glicémia é um assunto em que tenho trocado muitas ideias nas últimas consultas com a minha nutricionista. Com a minha mudança no plano alimentar, na menor ingestão de hidratos de carbono, a glicémia tem sofrido umas mudanças extraordinariamente positivas, algo que devo à minha nutricionista. Parece que tenho vivido um sonho, menos insulina, menos gordura e claro, zero de fome. Daí a importância ao acompanhamento de um nutricionista principalmente nos diabéticos independentemente do estado de "evolução" da doença. 

Com esta mudança para um plano adequado às minhas necessidades, ao meu peso, estatura física, idade e tudo mais, comecei a necessitar de menos porções de fruta na minha rotina uma vez que, segundo a minha nutricionista, todas as vitaminas e minerais que necessito estarão igualmente nos produtos hortícolas. A verdade é que eu passei, numa primeira fase, a comer fruta antes do treino e depois comecei a perceber, por mim só as alterações que causava na minha glicémia, alterações essas que depois de todo o desgaste físico, em vez dos níveis de açúcar no sangue diminuir como acontecia normalmente, o efeito era o inverso.

E com esses resultados comecei a por em causa o meu esforço embora soubesse que dava tudo de mim e que cumpria com o número de séries de cada exercício à risca. Fui experimentando uma e outra vez, com um ajuste aqui e acolá e nada.  

Foi então que experimentei não comer fruta antes do treino e correu extremamente bem. Senti-me bem e com energia ao longo de todo o treino e os níveis depois deste tinham descido como o costume e como de facto deveria. 

Falei sobre isso com a minha nutricionista na minha última consulta e de facto, a fruta estava a mexer na minha glicémia sem necessidade então acabamos por a retirá-la do meu plano alimentar por completo. E experimentei todas as frutas, inclusive aquelas que continham menor índice calórico, que eram ricas em água e tudo mais mas nada resolveu. 

Isto tudo para desmentir que a fruta é "saudável". A fruta também tem açúcares naturalmente presentes (frutose) que também destabiliza a glicose no sangue, o que não é muito bom para os diabéticos. Sobretudo para aqueles que, tal como eu, sentem-se frustrados quando fazem tudo certo e por vezes dá tudo errado.

Mas antes de qualquer alteração, recomendo-vos a consultar um nutricionista extremamente competente que vos ajudará a compor um plano à vossa medida, de acordo com todas as vossas necessidade.

Meus amigos, agora a questão é esta, será que vou mesmo aguentar sem comer uma banana ou uma fatia de melão? Se calhar até vai porém a saúde é mais importante e para mim, ela está em primeiro lugar. Por isso, por mais que custe, eu irei abdicar e ser mais forte contra aos meus "desejos" e não vai entrar nada do que seja fruta. 

 

 

Receita | Bolinho de Caneca com Bagas de Goji

Opção Low Carb e Saborosa

Olá maltinha, recentemente mudei o meu plano alimentar outra vez com a minha nutricionista e neste novo ajuste deparei-me com uma nova receita muito deliciosa que ainda hoje coloquei no meu insta stories e recebi muitas Dm's a perguntar pela receita. Pois bem, então, se vocês querem a receita, aqui vai porque são vocês que mandam. 

Esta receita é muito simples e rápida de fazer e podem utilizar este bolinho para um lanche ou para o pequeno almoço, mesmo para variar. Existe ingredientes base da receita que são obrigatórios e depois existe os temperos em que vocês podem variar ou até mesmo criar as vossas próprias receitas. 

Eu escolhi esta opção com bagas de goji, que é uma das minhas opções favoritas.

Ingredientes: 

Base/Obrigatórios: 

  • 1 Colher de sopa de farinha de coco
  • 2 Colheres de sopa de linhaça moída 
  • 1 Ovo
  • 1 colher de sobremesa de óleo de coco
  • leite de coco (opcional) 

Temperos: 

  • Canela q.b
  • Coco Ralado q.b
  • Bagas de Goji q.b

 

Modo de Fazer : 

  • Misturar todos os ingredientes secos, inclusive os temperos. 
  • Juntar o ovo batido e óleo de coco. 
  • Caso fiquei demasiado denso, adicionar 2 - 3 colheres de sopa de leite de coco ou água. (Neste passo, uso água!!) 
  • Colocar a mistura na caneca (eu cá já faço a receita desde o início na caneca!!) e levar ao microondas na temperatura máxima durante 3 - 4 minutos. 
  • Deixar arrefecer antes de desenformar e deliciar-se. 

 

Já viram como é tão simples? Por vezes, faço este bolinho de manhã para comer no lanche da tarde e ele aguenta perfeitamente numa taça bem vedada. E a verdade é que as bagas de goji dá aquele sabor especial. 

Eu fiquei rendida tanto que já não quero outra coisa. 

E vocês, vão esperimentar? 

Contem-me tudo.  

5 coisas para adicionar à rotina neste verão

O verão chegou e com ele, trago uma lista com cinco sugestões para incluir na vossa rotina que vai fazer qualquer diferença certamente. 

É um pouco difícil resumir tudo numa pequena lista com apenas cinco itens por isso deixo à vossa escolha, adicionar ou alterar alguns itens desde que os cumpra também. E claro, se quiserem compartilhar mais algumas dicas para adicionar a esta lista, deixo-vos à vontade para o fazerem. 

Vamos então começar?

1. Hidratar-se

Não te esqueças de beber água, vai-te ajudar na renovação celular e na descamação da pele seca ;)

Com o aumento da temperatura é natural que transpiremos mais por isso mesmo temos que repor no nosso organismo a água que perdemos. É essencial, mais que tudo, manter-se hidratados até porque a desidratação tem consequências graves para todo o funcionamento do nosso organismo. Toda a gente sabe que beber mais água, sobretudo nestas alturas em que o clima é bem mais quente e exige tal necessidade mas, para muitas pessoas como eu, às vezes é quase um "esforço" o fazer (se bem que estou a consumir mais água desde à alguns meses para cá, portanto, estou orgulhosa da minha pessoa!) daí a dica recai sobre chás e efusões com plantas, sobre frutas que contêm maior teor em água como a melancia, ou até mesmo em legumes. Não há desculpas para dizer que "a água não tem sabor a nada" quando muito pode juntar plantas ou até mesmo alguma polpa da sua fruta preferida.

O nosso corpo necessita de hidratação durante todo o ano, mas na força do calor, então precisa muito mais.

 

2. Proteja-se dos raios UV

O que acontece com a pele e o cabelo na temporada do sol

Este segundo item não se restringe apenas para esta época específica de sol, de temperaturas elevadas, de calor e de praia mas sim para TODO O ANO, até mesmo nos dias nublados ou até mesmo quando chove a potes. Mas se vocês não estão habituados à aplicação de protetores solares, comecem já por incluir na vossa rotina e estendem, por favor, para as outras estações do ano. Apliquei-no sobretudo nas áreas mais expostas ao sol de modo a proteger dos raios UV que entram na atmosfera danificando, silenciosamente, a nossa pele. 

Já agora, o protetor solar tem que ser recomendado ao vosso tipo de pele e deve ser escolhido aquele com fator de proteção solar (FPS) mais alto. Também deve ser reposto ao longo do dia, conforme a necessidade e a disponibilidade para o fazer. 

3. Pratique exercício ao ar livre

O mais importante deste item é praticar exercício físico. Não tem dinheiro para ir para o ginásio, aproveite o bom tempo para dar uma caminhada, correr, espairecer. Não há desculpa. O exercício físico deve ser mesmo algo que também deve fazer durante TODO O ANO, sem exceção. Apenas senti que deveria colocar nesta lista uma vez que este tempo está apelativo a não ficar parado e porque, mesmo em período de férias, pode e deve sempre tirar um tempinho na agenda para o fazer. 

4. Salty Hair, I Don't Care

|| Follow us on Insta // @smtofficial x

Uma das coisas que precisamos de nos importar no verão é certamente o facto de o sal no cabelo o danificar. Para que tal não aconteça, depois de um mergulho no mar ou na piscina, que para também contém outros elementos químicos capazes de danificar o cabelo como o cloro, SE POSSÍVEL, usem os chuveiros de água doce para retirar o excesso de sal que está no vosso cabelo. Eu sei que nem todas as praias têm chuveiros ou algumas até têm mas temos que percorrer milhas até lá chegar, mas pensando bem, é pela saúde do nosso cabelo. 

5. Alimentação mais "leve"

Apple Cranberry Walnut Salad Crisp apples, dried cranberries, feta cheese, and hearty walnuts come together in a fresh Autumn salad.

Não sei se também vos acontece mas, no verão, o meu apetite fica reduzido para acima de metade. 

A par da hidratação, que foi o primeiro item desta lista, neste verão escolha uma alimentos mais leves e de fácil digestão como saladas, carnes brancas como o frango, ovos, peixe, legumes, fruta, etc, assim, manter-se-ão alimentados e com os nutrientes essenciais para aproveitar as férias ao máximo. 

 

E pronto maltinha, espero que tenham gostado desta listinha e que possam adaptá-la da melhor maneira à vossa rotina diária.

Como já foi referido anteriormente, podem deixar as vossas dicas para as rotinas de verão. 

Espero que tenham gostado. 

 

(Todas as imagens são do Pinterest)

Receita | Crepes Fit com Recheio de Queijo Fresco

Olá maltinha fit,

Sábado armei-me, outra vez, em chefe e testei uma receita de uns crepes super simples, fáceis e deliciosos com APENAS 4 INGREDIENTES (sim leram bem!!).

Publiquei o resultado da minha obra de arte lá na minha história no Instagram onde lancei uma sondagem a perguntar-vos se queriam a receita e foram vários os interessados por isso aqui está ela.

Elas ficaram com uma massa fina e muito leve, depois coloquei como recheio queijo (porque é uma coisa que eu adoro!) e eis o resultado final do meu pré treino perfeito, muito fácil e com a quantidade ideal de proteínas pronto em 3 minutos.

Crepes.jpg

Ingredientes:

Massa:

  • 2 ovos
  • 1½ colheres de sopa de linhaça moída
  • 1 colher de chá de açúcar de côco
  • Canela q.b

Recheio:

  • Queijo Fresco (usei queijo da Vaca que Ri e ficou delicioso)

 

Modo de Fazer:

  • Juntar todos os ingredientes numa taça e mexer bem até ficar uma mistura homogénea.
  • Após formar a mistura, deitar a massa numa frigideira anti aderente previamente aquecida e deixar a cozinhar até ficar solta e dourada e virar. Nota: caso seja necessário untar a vossa frigideira, usei óleo de côco.
  • Retirar da frigideira e acrescentar o recheio, o meu foi queijo mas o vosso pode ser ao vosso gosto, desde que seja saudável, obviamente.

Depois é só disfrutar destes crepes.

Já viram como é muito fácil?

Espero que tenham gostado desta receita e para quem experimentar, espero o vosso feedback sobre ela.

Bom apetite!

 

 

 

A autora

foto do autor

Translate

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D