Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Conversas e Café

Época de exames? Socorro! O que fazer?

E a época mais temida por todos os estudantes, sejam eles do secundário ou universitários, está cada vez mais próxima. E hoje, tirei um tempinho para dar-vos umas dicas para superar os picos e ataques súbitos de stress e ansiedade só de olhar para a matéria acumulada. 

No fundo a chave de tudo isto é mesmo ORGANIZAÇÃO e MUITA CALMA! Não é impossível minha gente!

1ª Dica - Olhar para o calendário

Parece irónico estar a recomendar isto mas ter um calendário à frente com todas as datas das provas (desde testes, frequências, exames, trabalhos, etc.) é muito importante para saber por onde começar

 

2ª Dica - Planear a semana

Criar uma própria agenda, seja física (em papel), seja digital, é sempre muito importante. Eu uso o Google Calender para me organizar e todos os sábados planeio mais ou menos o que tenho que fazer nessa semana. Aponto tudo, desde horários para treinar, como as cadeiras que vou estudar, datas das frequências/exames/trabalhos até mesmo tarefas que tenho que fazer, estipulo horários (incluindo as pausas). A melhor parte disso é o facto de ele estar conectado com o iPhone e assim, 30 minutos antes, aparece a notificação para não me esquecer da minha próxima tarefa. 

Sim, isto funciona se for comprido à risca e permite que tenham uma visão mais global de como organizar o vosso tempo. 

 

3ª Dica - Começar a estudar por datas 

Depois de teres o calendário, recomendo que quando organizares o teu tempo de estudo, começa a estudar pelas cadeiras/disciplinas por ordem que te aparecem no calendário. E para tornar o teu estudo muito mais produtivo, opta por estudar várias cadeiras/disciplinas, fazendo um intervalo entre 15 a 30 minutos, não desvalorizando nenhuma cadeira/disciplina ou deixando-a para trás. 

 

4ª Dica - Organizar o ambiente de trabalho

Já falei tantas vezes por aqui em outras publicações, no entanto volto a repetir o quão importante e indispensável, é ter a zona de trabalho organizada, tranquila, com boa luz (natural de preferência) e com apenas o material essencial ao estudo para evitar qualquer distração.

 

5ª Dica - Evitar distrações

Por falar em distrações, reforço uma vez mais que todo e qualquer equipamento eletrónico que não esteja a ser utilizado como material de estudo deve estar com as notificações desativadas e bem longe da área de estudo e da vista para evitar toda e qualquer distração desnecessária. 

 

6ª Dica - Pesquisas extras para maior conhecimento dos temas

Esta dica destina-se essencialmente para os estudantes universitários. A leitura de bibliografia para complementar os apontamentos de sala de aula e resumos sobre um determinado tema é muito importante e até imprescindível para o desenvolvimento de uma resposta, sobretudo quando os professores pedem pelo menos uma página de resposta.

 

7ª Dica - Exercitar

Exercício físico regular, sobretudo nesta altura onde os níveis de stress estão no limite, é imprescindível. Para além de ajudar a libertar do stress, vai ajudar-te a ser mais produtivo e está provado que ajuda na memorização e melhora a concentração uma vez que ajuda a desenvolver células cerebrais. 

 

8ª Dica - Descanso 

Época de exames é sinónimo, para muitos alunos, maratonas de estudo pela noite dentro, inclusive "diretas" para exames. Fiquem a saber que umas boas noites de sono, entre 7 a 8 horas por noite, são importantes para dar mais energia e ajudar a se concentrar para além de relaxar. Portanto, para obter ou melhorar resultados, dormir também é um dos segredos para o sucesso académico. 

 

Eis as dicas para sobreviver a esta fase que exige tanto de nós e da nossa capacidade intelectual. 

Muita boa sorte a todos para as vossas provas e que corra tudo bem na vossa vida académica. 

Votos de muito sucesso!

Estudantes, vamos com tudo! 

 

 

 

 

 

 

 

Como sobreviver ás aulas online?

Aulas online. Um sacrifício gigante. Não é das melhores coisas para se aprender, é só um desenrasque face ás circunstâncias em que se vive. Para mim, é algo em que é muito fácil de se desconcentrar. E depois, acabo todas as aulas a pensar "mas o que é que falamos hoje?". Até verificar os meus apontamentos, sinto - me perdida no que foi dado. Para além de tudo isso, contribui para o sedentarismo e digo isto porque inexplicavelmente, os horários são péssimos, falo por mim. Detesto-os!

Mas hoje, vim dar-vos algumas dicas que vos podem ajudar a sobreviver a este martírio enquanto se espera por tempos melhores e mais felizes. E estas dicas podem ser facilmente adequadas para o vosso ano de escolaridade independentemente se estão no ensino básico, secundário ou superior. Não importa se estão no 5ºano, no 12ºano ou na universidade, estas dicas podem mesmo ajudar-vos para garantir o sucesso académico à distância. 

 

Escolher um ambiente tranquilo 

Procurem um sítio para ter aulas online que seja calmo, sem interferência de barulhos ou distrações, longe da família que vive convosco sobretudo. Para além de tranquilo, escolham também um sítio bem iluminado preferencialmente com luz natural para aumentar, não só, a produtividade e otimismo mas também a energia, tudo aquilo que necessitamos particularmente de manhã cedinho. 

 

Escolher apenas o material essencial à aula

De modo a evitar desatenção, é importante manter somente o material necessário à aula. Assim material de escrita, caderno/bloco de apontamentos, computador (com o separador do zoom - ou de qualquer outra plataforma -, sempre a preencher a tela principal) e pouco mais que isso. Tudo o que seja tecnologia que estejam a mais, como telemóveis, tablets, etc. e que seja alvo de distração mantenham-nas longe. 

 

Incluir uma garrafa de água e alguns snacks por perto 

De forma a manter o corpo sempre hidratado e também para refrescar as ideias, ter sempre uma garrafa de água ao pé de vocês é o ideal para que, durante as aulas online, quando necessário, possam dar um gole para oxigenar as células do cérebro, a ajudar-vos a manter mais produtivos e claro, sempre hidratados. Já quanto aos snacks, não é para comer durante as aulas em vez de estar atentos à matéria, é para aqueles momentos em que os professores se estendem nas horas e terminam a sua sessão de Zoom, por exemplo, na hora da próxima aula, é muito útil para qualquer estudante pois nem necessitam de perder tempo em ir à cozinha buscar qualquer coisa para comer enquanto o professor da aula seguinte já adiantou a matéria. 

 

Gravar aulas 

Talvez dos temas mais controversos das minhas dicas. Se souberem o que estão a fazer não haverá problemas. Este método é interessante não para quem decide ligar a plataforma e voltar para a cama dormir mais um bocado ou estar mais ocupado a jogar LOL e outras coisas. Este método é interessante e realmente produtivo para aqueles alunos que gostam de aprender, de estar atentos e que não querem perder nenhum apontamento. Nas aulas por vezes torna-se difícil acompanhar o raciocínio dos professores e apontar tudo o que eles dizem, e que é do nosso interesse, sobretudo no ensino superior, na vida universitária. Daí o truque é gravar a aula em questão e apontar nas margens da folha os minutos em que não conseguiram apanhar de tal maneira que depois possam rever os mesmos. Há imensos programas que gravam a tela ou até mesmo o áudio. Ou então utilizem a  "gravação de voz" do vosso telemóvel para registar o áudio das vossas aulas. Mas antes, experimentem o programa ou até mesmo o gravador do vosso telemóvel, num vídeo no YouTube para ver se efetivamente resulta. E no final das aulas, vão recuperar somente esses momentos, aquelas que anotaram anteriormente, e acabar de anotar as ideias que estão em falta.  

 

Tirar apontamentos 

Para além de gravar as aulas, é ainda mais importante tirar os apontamentos das mesmas. É fundamental para se orientarem no estudo. Têm que aprender a filtrar tudo o que foi dito na aula entre o essencial e acessório ao mesmo tempo que tirem as vossas notas durante as aulas e não somente ficar à espera dos apontamentos de um colega. Se quiserem podem sempre pedir para comparar e ver se podem acrescentar mais alguma coisa aos vossos mas, se utilizarem a dica anterior, não terão esse problema de pedir apontamentos a ninguém. 

 

Carregadores e extensões sempre por perto

Não há nenhum computador que sobreviva estar ligado de manhã à noite sem carregar pelo menos uma vez. Especial com as plataformas utilizadas para ensino à distância como é o caso do Zoom, que consomem tanto, torna-se impossível. Por esse motivo é sempre importante possuir um carregador por perto pois quando o computador pedir carga, é só introduzir o mesmo na entrada e assim não correm o risco de sair da chamada por este se desligar sem carga. Caso estejam longe das tomadas, pensem em ter uma extensão sempre ligada à tomada e por sua vez ligada ao carregador para que tais incidentes não aconteçam. E devo confessar que esta dica já me salvou umas quantas vezes. 

 

Estas foram as dicas principais para arrasarem no ensino remoto.  

Espero que tenha sido úteis para vocês. 

✩ Bons estudos! ✩

 

Os meus essenciais para o frio...

Primeiro post do ano com temperatura na ordem dos 2ºC neste exato momento em Coimbra. Nunca pensei, alguma vez, sentir tanto frio na minha vida nem que houvesse tanta discrepância de temperaturas que o inverno na Madeira. Mas, uma pessoa habitua-se, em tempos de pandemia parece que fica mais fácil aquecer visto que a maior parte do dia é passada em casa, debaixo dos cobertores, com muita roupa vestida, uma pessoa habitua-se. 

Mas hoje decidi partilhar convosco os meus essenciais para este gelo descomunal, muitas dicas que mudaram a minha vida de uma tal forma que já nem quero saber de outra coisa. 

 

1. Collants Térmicas

Vocês não têm noção do que estão a perder caso não as tenham. Devo ter, sem exagerar, umas sete ou oito. E faço tanto uso delas, seja para dormir visto-as por baixo do pijama ou para o meu dia a dia, mesmo por baixo dos jeans, elas estão sempre presentes. E sem querer publicitar as lojinhas do chinês, que são na verdade igual a tantas outras, são um dos melhores investimentos que vocês podem fazer na vossa vida e há para homem como para mulher.  

 

2. Camisolas de Lã

As chamadas sweats, são um must have nestes dias frios. E a melhor parte é que recebi mais delas no natal, alargando, ainda mais a minha coleção. São maravilhosas, tenho que admitir. Para além de muito quentinha, dá para compor inúmeros outfits com elas sem perder o estilo. E são tão quentinhas. 

 

3. Casaco preto

Um outro investimento incrível que fiz foi o meu casaco preto da Zara. Há muito que queria um casaco preto e ainda fico perplexa o quão ele já se tornou imprescindível para estes dias de frio. Comprei-o em novembro, ainda antes de saber o que era frio mas ele tem sido o meu melhor amigo desde então.

Ref: 3046/304 | 39,95€

 

4. Camisolas térmicas 

Tal como as collants térmicas, uma outra coisinha indispensável neste inverno são as camisolas térmicas. Já não consigo viver sem elas. Faço sobreposição de camadas com elas antes de colocar a camisola que quero que se veja ou até mesmo por baixo da sweat, para garantir que estou bem quentinha. E tem sido assim os meus dias, sempre que vou sair ou para ir para a faculdade ou para fazer o básico (e ao básico, na minha perspectiva é ir ao supermercado, à padaria ou à farmácia!) não consigo resistir e uso-as. 

 

5. Pijamas Polares 

Até podem gozar da minha pessoa quando eu referir que por baixo dos pijamas polares ainda me atrevo a usar collants térmicas, sim é verdade. Mas não consigo adormecer se não me sentir confortável e tal conforto também implica estar quentinha. Não vou negar o quão os pijamas polares são, para mim, algo a ter em consideração para este frio terrível. E sim, têm sido a minha salvação para proteger do frio. Ainda assim, coloco um casaco de pelo por cima do pijama para dormir ainda mais quentinha. E não, não estou a exagerar, não é nada fácil viver com temperaturas que lá fora rondam os 2 ou 3ºC à noite. 

 

6. Mantas Polares

Tenho duas e já não sei viver sem elas. Podem achar que isto é uma hipérbole mas para mim, menina da ilha, que reclamava de frio quando faziam 13ºC, claramente que não estava preparada para o que aí vinha. Agora, quando o termómetro marca 13ºC, para mim, é motivo para festejar. Por isso, acho tão essencial as minhas mantinhas, até mesmo, e especialmente, quando estou na minha secretária a estudar, é tão bom estar enroscada de qualquer das formas a elas. 

 

7. Gorros com Pompons 

Devo admitir que tenho algum atraso cognitivo quando se trata a gorros com pompons. Não sei porque raio é que sempre que vejo um, apetece-me logo comprar. Não sei bem explicar. Já tenho uma "coleção" deles seja com pelo por dentro ou de cores diferentes, são sempre a minha opção e acho que fico incrivelmente fofa com eles na cabeça portanto, mais um motivo para a minha veia consumista se sobressair. 

 

8. Hidratante Labial

Se não fosse o meu Carmex, o que seria de mim? Com este frio e tirando o facto de usar máscara, os meus lábios ficam gretados e extremamente sensíveis e confesso que desde que o testei, já nem quero saber de outra coisa. E para quem ainda não viu, fiz review dele com todas as informações detalhadas sobre ele inclusive onde comprar e o preço dele. 

 

E pronto meus amores, foram estes os meus essenciais para o frio. 

Protejam-se deste frio, mantenham-se sempre hidratados, sobretudo com bebidas quentes com chás, por exemplo, e agasalhem-se bem.

Bom ano meus lindos!

 

 

 

 

 

Como reforçar o sistema imunitário?

Com a chuva e o frio que já se faz sentir lá fora e com a COVID espalhada por aí, temos mais que motivos para fortalecer o nosso sistema imunitário. O principal objetivo é fortalecer o sistema imunitário para evitar a gripe sazonal e "tentar" (sim porque até agora não uma "receita" infalível) afastar o covid diante de nós. No fundo, se juntar-mos estas dicas com as práticas já implementadas da DGS - Direção Geral da Saúde, que todos nós já estamos cansados de saber, aí o risco de obter este vírus é menos, porém é impossível estimar quanto a números a redução desse risco uma vez que ninguém está imune e todos nós já percebemos isso, no entanto, pode ser evitado. 

Foi por isso que eu trouxe esta ideia para vocês para vos mostrar, também, alguns dos truques que utilizo para tentar escapar às gripes e consequentemente aos antibióticos e a todos os químicos associados. Estão prontos para anotar as dicas? Vai valer a pena, acreditem. 

Na alimentação 

  • Frutas cítricas como laranja, toranja, kiwi, tomate, são ricos não só em vitamina C, vitamina indiscutivelmente importante nesta época, mas também em antioxidantes, que também é interessante para o sistema imunitário. Já que estamos a falar em antioxidantes, podem encontrá-lo também nos frutos vermelhos, no chocolate negro, no café, no chá verde, na maçã, no feijão, nos legumes verdes escuros, etc. 

 

  • Alimentos ricos em zinco. Podemos encontrar este mineral na carne, nos cereais integrais, castanhas, sementes e leguminosas, tais como feijão, grão de bico, lentilha, ervilha. 

 

  • Oleogenosas. Para além de conterem zinco as oleogenosas são ricas também em vitamina E. Quem fala em oleogenosas refere-se às nozes, castanhas, amêndoas e a óleos vegetais, tais como os de girassol, gérmen de trigo, milho e canola. Elas são altamente benéficas sobretudo para os idosos pois ajudam no combate à diminuição da atividade do sistema imunitário. 

 

  • Gengibre. Principal fonte de vitamina C, vitamina B6 e com ação anti-inflamatória. Este é, também um dos meus aliados para a defesa do sistema imunitário e também no combate às inflamações de garganta. 

 

  • Óleo de Coco. Os ácidos láurico e cáprico presentes neste óleo tem propriedades especificas capaz de modular o sistema imunitário. Ele age contra fungos, vírus e bactérias. Tudo o que a gente precisa, não acham?

 

Saúde Intestinal 

Um facto interessante: sabiam que mais de 70% das células imunológicas situam-se nas paredes intestinais? Daí a ser importante ter uma boa saúde intestinal. O sistema digestivo desempenha um papel fulcral no metabolismos de toxinas do corpo fazendo parte do nosso sistema desintoxicante natural. 

Uma alimentação mais rica em fibras e alimentos grosseiros, como é o caso de alimentos vegetais, os grãos integrais, as nozes, sementes, legumes e frutas que o nosso corpo não consegue digerir, ajuda na rápida remoção de toxinas através do intestino. E claro que também não nos podemos esquecer dos líquidos que também ajudam imenso na saúde intestinal. 

 

Hábitos 

  • Pratica de exercício físico regularmente. Há estudos que indicam que o exercício físico regular aumenta a circulação de glóbulos brancos no organismo. Os glóbulos brancos são células imunológicas cujo o principal objetivo é identificar e "matar" qualquer patógeno causador de doença. Para além disso, manter-se em movimento é importante para aumentar a frequência cardíaca bem como a temperatura do corpo, factores que contribuem para combater as bactérias. 

 

  • Redução no álcool. Posso fazer uma piada? Quando se fala em reduzir no álcool não é no álcool gel! O consumo de álcool compromete o nosso sistema imunitário na medida em que as macro moléculas presentes nele é, sobretudo, açúcar puro. Quando há um elevado consumo de açúcar há, por outro lado, uma redução da capacidade do nosso corpo em responder à ameaça uma vez que diminui a produção de glóbulos brancos no nosso organismo ficando, assim, mais suscetíveis aos vírus e bactérias.

 

  • Uma boa noite de sono. Não só para um efeito rejuvenescedor ou repousante, uma noite bem dormida também tem impacto no nosso sistema imunitário uma vez que melhoram a produção de citocinas anti - inflamatórias e células assassinas que melhoram a capacidade do organismo combater a inflamação. 

 

Suplementação

Devemos reconhecer que por vezes a alimentação, por mais variada que seja, só por si não nos previne a 100%, aliás, a suplementação e os seus benefícios tem despertado muita atenção por parte de nutricionistas, atletas, desportistas e até mesmo para as pessoas meramente comuns quando o seu objetivo é suplementar a sua alimentação para garantir, neste caso, um reforço ainda maior do sistema imunitário. É plausível aliar os suplementos alimentar com uma alimentação equilibrada. Aqui ficam alguns suplementos maravilhosos que ajudam no reforço do sistema imunitário. 

  • Vitamina D
  • Vitamina C
  • Echinacea
  • Glutamina 
  • Zinco

 

E com isto chegamos ao fim de um post demasiadamente informativo cheio de truques e dicas para um melhor reforço do sistema imunitário sobre tudo nesta época em que, mais do que nunca, precisamos de garantir que de facto ele funciona bem. Contudo, não pudemos esquecer da vacinação contra a gripe, de se agasalhar e proteger do frio e da chuva e não menos importante, respeitar as normas impostas pela DGS para salvaguardar a saúde de todos nós. Lembrando que tudo isto começa pela iniciativa própria. 

Cuidem-se sempre.

 

 

 

 

Ideias de como organizar a maquilhagem

Se há coisa que eu gosto é maquilhagem. É algo que uso com regularidade no meu dia a dia. É como se fosse a minha terapia. Mas chega uma altura que uma pessoa se perde no meio de tantos produtos por isso a organização é essencial, não só por um motivo de estética/decoração mas também por uma questão de praticidade na correria do dia a dia. Por isso, nada melhor que umas ideias de como arrumar a vossa maquilhagem de acordo com o vosso espaço. Inspirem-se. 

Dicas para uma melhor organização

  1. Invista nas caixas em acrílico, cestos, potes, etc. 
  2. Identifique as gavetas/caixas de acordo com o conteúdo que está lá dentro. 
  3. Coloque os produtos que usam com mais frequência mais à mão, caso organizem numa penteadeira/tocador, prefira as primeiras gavetas para os colocar. 
  4. Organize a sua maquilhagem em função do espaço que tem, tentando criar um ambiente confortável e relaxante. 
  5. Manter tudo no lugar tal como organizou na primeira vez.

 

E pronto. Foram estas as ideias para que possam ter uma melhor organização da vossa maquilhagem. 

Espero que tenham gostado. 

Bom fim de semana. 

 

(Imagens: Pinterest)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Skincare | Os ácidos certos para a sua pele

O segredo para uma pele perfeita não passa apenas pela maquilhagem mas sim pelos cuidados que temos com ela. Por isso é importante limpar, esfoliar, hidratar e proteger da correria do dia a dia. Hoje em dia, a rotina de cuidados de pele não passa só por os cremes mas existe cada vez mais produtos que podem fazer maravilhas. Desta forma, decidi falar-vos sobre ácidos e os benefícios para a pele.

Em primeiro lugar devem de conhecer o vosso tipo de pele e o estado da vossa pele (post aqui). Depois disso, devem de ter em mente o seguinte: os ácidos são eficazes e deixam a pele como nova porém, alguns deles requerem especial atenção no seu uso de modo a não serem muito evasivos para a vossa pele, especialmente se estiverem num estado de maior sensibilidade. 

Nota que é muito importante saber que há diferentes tipos de ácidos para diferentes tipos e estados de pele, deste modo, dependendo do seu tipo de pele, os ácidos que necessitam diferem de pessoa para pessoa. E é importante, também observar que a eficácia de um cosmético não se resume apenas a um ingrediente em específico mas sim à sua fórmula em geral. Lembre-se sempre que menos é mais e que os ácidos são um dos pordutos a implementar na sua rotina de pele, não o único cosmético a utilizar. 

 

Ácido Glicólico 

Da família AHA (alfa hidroxiácidos), é o mais conhecido e mais usado na cosmética. Com propriedades esfoliantes e hidratantes, o ácido glicólico também ajuda na produção de cologénio da pele. 

É indacado para peles normais a secas, com manchas ou marcas. Podendo ser utilizado também por peles mistas e oleosas podendo, também, auxiliar no tratamento de acne. Sendo este ácido fotossensibilizante, aumenta os danos do sol na pele, desprotegendo-a, assim, dos raios UV. Por isso, é recomendável o uso de de protetor solar com SPF 30, de mínimo. Como é um ácido "potente" pode irritar a pele, deste modo, é recomendável utilizar pequena concentração deste ácido e incluindo gradualmente na sua rotina (em dias alternados, por exemplo) tendo em conta com a sua pele pode reagir ao mesmo. 

Nota que o uso deste produto não é recomendado em conjunto com outros esfoliantes e alguns outros trantamentos, nisso inclui-se retinol, ácido ascórbico, etc. por poder tornar-se demasiado para a pele. Em peles sensíveis o seu uso também deve conter alguma cautela. E caso os produtos têm vários ingredientes e outros tipos de ácidos, deve-se, então, seguir o modo de aplicação desse mesmo produto. 

 

Ácido Salicilico

Este ácido é um BHA (beta hidroxiácido) lipossolúvel. Este ácido é bem conhecido essencialmente por esfoliar a pele e ajudar na sua renovação. Sendo solúvel em lípidos (gorduras), este ácido atua perfundamente nos poros do rosto ajudando a limpá-los na totalidade. Por isso mesmo é aconselhável caso pretendem fazer uma limpeza na pele e remover qualque sinal de acne na pele. Além disso, é considerado um antibacteriano e um anti-inflamatório poderoso para a pele. 

É ideal para quem tem peles oleosas e mistas com tendência a acne e pontos negros. Pode ser usado tanto de dia e de noite, não sendo fotossensibilizante. No entanto tem uma ação esfoliante, por isso mesmo deve ser utilizado um protetor solar durante o dia. 

Cuidado para pessoas com pele sensível pois pode ser irritar ainda mais a vossa pele e o ideal é o uso de produtos com ingredientes calmantes.

 

Ácido Hialurónico  

O quanto se fala de ácido hialurónico. Mas será que sabem para que serve? Digamos que é ingrediente essencial para quem tem a pele seca pois tem a capacidade de reter uma grande quantidade de água, impedindo, assim, a desidratação da pele, deixando, inclusive, com uma melhor aparência. Ao contrário dos outros dois ácidos anteriores, este não tem propriedades esfoliantes não sendo agressivo para a pele. 

É um ácido obrigatório para a pele seca porém pode ser usado em qualquer tipo de pele ajudando a reter a água da pele, daí os aspeto de um maior preenchimento na pele. Também pode ser usados durante o dia e 
à noite e combinar com qualquer outro ingrediente. Não havendo qualquer tipo de contra indicações. 

 

Ácido Ascórbico

O ácido ascórbico é a forma mais eficaz da vitamina C. Também o mais instável. A vitamina C é um poderoso antioxidante que protege a pele contra factores externos, como a radiação solar, evitando, assim, o envelhecimento da pele. Também ajuda a pele a se recuperar de agressões externas, ilumina e trata as manchas e promove a produção de colagénio.

Indicado para a pele maduras e com manchas. Possui propriedades esfoliantes, sendo aconselhável usar à noite. Funciona muito bem com outros produtos com vitamina E ou ácidos alfa lipóico. Não é recomendado a usá-lo com niacinamida porque perde a sua eficácia nem com retinol. 

 

Ácido Láctico

Outro ácido utilizado especialmente para cuidados de pele é o ácido láctico. Este ácido pertence à família AHA (alfa hidroxiácidos), tal como o ácido glicólico, com uma capacidade esfoliante. O ácido láctico tem uma propriedade de esfoliação mais superficial da pele sendo, assim, menos agressiva para a mesma. Suaviza a textura da pele e clareia o tom, sendo mais recomendado para peles mais sensíveis. Para além disso, contém propriedades hidratantes. 

Indicado para peles secas e sensíveis que necessitam de uma esfoliação e hidratação. Como todos os AHA's, é necessário o uso de protetor solar, sendo este menos agressivo que o ácido glicólico, podem ser usado de dia. 

Cuidado, este ácido não pode ser usado na mesma rotina que retinol, tal como todos os outros AHA's. 

 

Ácido Azelaico 

Este ácido é perfeito para iluminar o tom de pele e diminuir a aparência de imperfeições. Para quem tem acne e rosácea, este ácido também ajuda no seu tratamento. Pode ser utilizado em pele sensível e tem capacidade esfoliante mas não muito comparativamente a outros ácidos. 

Ideal para pele acneica, sem brilho e/ou manchada. A sua aplicação pode ser feita de dia e de noite, seguindo-se sempre da aplicação de um protetor solar durante o dia. Caso precise de uma maior ação esfoliante na sua pele, pode combinar com outros produtos com AHA's e BHA's.

Há que ter cautela na sua aplicação, mesmo sendo menos agressivo, deve-se ter uma maior percaussão na sua aplicação com outros esfoliantes em peles sensíveis. 

 

Ácido Mandélico

Pertencente também aos AHA's, este ácido é considerado mais "leve". Esfolia a pele de forma suave e gentil, sendo ideal para peles sensíveis. Em altas concentrações, contém propriedades antioxidantes. 

Este ácido é ideal para peles sensíveis, com tom opaco, manchas ou textura irregular. Pode ser aplicado de dia e de noite, sempre com o proteção solar durante o dia. Para uma esfoliação mais eficiente, pode ser combinado com outros produtos AHA's e BHA's. 

É menos agressivo que outros ácidos mas nas peles mais sensíveis deve-se ter um maior cuidado ao misturar com outros esfoliantes. É uma questão de ver como a pele irá reagir. 

 

Ácido alfa lipóico

Ao contrário de outros ácidos este não é esfoliante mas sim, é um poderoso antioxidante. Ele melhora a aparência da sua pele bem como a textura da mesma e combina com o tom. Sendo solúvel em água e óleo, é absorvido pela pele muito facilmente. Ajuda a combater os radicais livres para além de tratar o envelhecimento da pele. 

É aconselhado para pele sem brilho e/ou com sinais de envelhecimento. Como é um ingrediente sensível ao sol, caso não seja indicado na embalagem, deve ser utilizado na rotina de cuidados de pele de noite. Os seus efeitos são mais notórios com o uso em conjunto com o ácido ascórbico. 

Atenção que possui alta concentração (mais de 5%) o que pode provocar irritação na pele. 

 

E pronto, sobre ácidos estamos conversados, há que ter cuidados e adaptá - los ao seu tipo de pele e ver como a pele reage à sua ação. 

Espero que tenha ajudado a esclarecer sobre este assunto. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como será que está a saúde dos vossos cabelos?

Bom dia maltinha, como estão? Vamos falar sobre a saúde capilar? Como anda os vossos cabelos?

Hoje vou ensinar-vos um truque bem fácil para descobrir o que realmente o vosso cabelo necessita agora. Será hidratação, nutrição ou reconstrução? Para isso, só precisão de fazer um pequeno teste, que pode ser feito por todos, em casa, sem necessidade de gastar dinheiro para o fazer. E só depois do resultado poderão adequar melhor o tratamento que necessitam para ter um cabelo mais saudável.

woman in white long-sleeved shirt standing in front of pink wall

No fundo, este teste vai testar a porosidade do nosso cabelo. Vou traduzir para leigos! A porosidade do nosso cabelo revela como este reage aos tratamentos e a forma como absorve ou perde água. Por isso é importante não ter um cabelo muito poroso nem pouco poroso. Por isso, para fazer este teste, tudo o que vão precisar é de um fio de cabelo e um copo de água. 

Vão colocar o fio de cabelo na água e aguardar 10 minutos. Ao fim desses dez minutos, vocês conseguem obter o veredicto final. Qual destes três resultados possíveis, foi o vosso?

Cabelos e Makes: 3 Testes, Para Saber se Seu Cabelo Está Saudável ...

 

Boiou? Baixa porosidade. 

Cabelos com baixa porosidade significa que tem as cutículas fechadas. Assim torna-se mais difícil de absorver água e/ou qualquer tipo de tratamento. Portanto necessita de hidratação

Uma dica para uma melhor absorção de tratamentos é utilizar água morna (e nota que água morna não é quente!) para abrir as cutículas do cabelo para uma melhor absorção do tratamento. 

 

Ficou no meio? Porosidade média. 

Cabelos de porosidade média, as cutículas estão mais ou menos abertas. Ou seja, os fios conseguem absorver água e os tratamentos facilmente. Neste caso o cabelo é considerado saudável, no entanto, é necessário mantê-lo nutrido, logo, necessita de nutrição

A dica para mantê-lo nutrido é apostar em máscaras e óleos, sobretudo, de origem vegetal.

 

Afundou? Alta porosidade.

Cabelos com alta porosidade, as cutículas estão muito abertas. Ou seja, os fios estão bastantes ressecados, com frizz e até quebradiços. É um tipo de cabelo que consegue absorver a humidade muito facilmente mas também tem tendência a perder muita água também. Por estas características, é uma cabelo que necessita de reconstrução

A dica é usar máscaras concentradas em proteínas ou de queratina líquida. 

 

Agora que entendemos melhor sobre o assunto, digam-me lá o que é que o vosso cabelo necessita. 

Espero que tenha sido útil. 

 

(Imagens: Pixabay e Google)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Produtividade nos tempos de Quarentena

À medida que o tempo vai passando, quanto mais tempo estamos fechados em casa, mais difícil se torna manter a rotina, algo que é compreensível e perfeitamente normal. Uma vez que temos mais "liberdade" e mais flexibilidade nas tarefas, aborrecimento ou preguiça são o maior obstáculo. 

Mas depois vemos as tarefas infindáveis que temos que fazer e ficamos arrependidos daquele "fica para amanhã" que dissemos no dia anterior ou então naquele "só mais 10 minutos". Porém, trago umas dicas que vai ajudar-vos a manter-vos produtivos ou melhor, tornar-vos ainda mais produtivos durante todo este período de quarentena para não perder o ritmo. 

 

Fazer uma lista

Comecem por colocar todas as tarefas que prendem fazer, aquelas que têm de fazer, numa lista e vão riscando conforme forem concluindo. Uma espécie de check - list que podem elaborar facilmente num papel ou nas notas do telemóvel. 

 

Estipular horários 

Estabelecer horários de modo a incluir todas as tarefas, com espaço para alguns momentos prazerosos e de lazer. Com horas inclusive para ajudar a cumprir. 

Exemplo: 09:30h - acordar; 10:00h - verificar e responder e-mails; 12:30h - almoçar; etc. 

 

Brainstorming

Anotem todas as ideias que tiverem consoante novos projetos, novos trabalhos, etc. de modo a que um dia mais tarde possam usar. 

 

Exercitar-se

Coloquem no vosso horário um tempo para exercitar pois dará mais energia para o resto do dia. 

 

Manter a sanidade mental

Experimentem só meditar pela manhã, vai ajudar a dar mais energia e foco para o resto dia, para alem de vos ajudar a lidar com toda esta situação de estar confinados num espaço durante tanto tempo. Vão por mim, vai fazer-vos muito bem. 

 

Traçar metas e/ou objtivos 

Delinear metas e/ou objetivos ajuda-vos a saber o caminho a percorrer até conseguir chegar até ela. Para além disso, vão encontrar foco e menos dispersão, mais certeza do que fazer e como agir para uma tal meta. É importante ter sempre bem definidas as nossas metas e/ou objetivos e ter sempre presentes no nosso pensamento.

 

Ter um bom descanso

Descansar bem também é importante. Manter o hábito de, pelo menos, sete a oito horas de sono é essencial para manter o foco, a organização e a produtividade. Por isso nada de "só mais cinco minutos". 

 

Priorizar tarefas de acordo com prazos de entregas

Sobretudo para quem está a trabalhar em casa, é importante realizar as tarefas de acordo com os prazos de entrega. Realizar as tarefas atempadamente e não deixar para cima da hora. Eu sei que existe pessoas que trabalham ainda melhor sobre pressão mas para evitar qualquer motivo de desespero e ansiedade desnecessário, organizem-se e façam as coisas atempadamente e de acordo com os prazos de entrega.

 

Começar pelas tarefas mais difíceis e que exijam mais tempo

As tarefas que exijam a maior parte do vosso tempo assim como as mais difíceis, são aquelas que também devem de ser priorizadas. Depois de as fazer, obviamente que ficaram um pouco mais cansados mas depois, as pequenas tarefas, aquelas mais simples, vêm compensar todo o tempo perdido.

 

Não adiar qualquer tarefa

Só porque é mais complexa ou porque têm mais tempo para a realizar, a desculpa de "dá tempo" ou "fica para mais tarde" ou ainda "fica para amanhã" não se aplicam. Tentem fazer um pouquinho hoje, um pouquinho amanhã ou talvez dediquem mais tempo a concluir essa tarefa em vez de adiar para o dia seguinte. 

 

Eliminar qualquer distração

Afastar-se do telemóvel ou da televisão ou de qualquer outra coisa que pode distrair-vos é essencial para manter o foco nas tarefas. Criem uma área de trabalho com tudo que seja essencial para o realizar e só depois de completar todas as tarefas, podem ter o vosso momento de lazer. 

 

Ter organização

A organização é fundamental para ser mais produtivo, daí os horários, a criação de um ambiente propício para o trabalho. Por isso tentem manter-se organizados para fazer o trabalho render.

 

Cumprir um tarefa de cada vez

Por vezes, quando começamos a trabalhar, a ver tudo o que temos para fazer, o nosso cérebro começa a funcionar em modo automático e daí aparecem mil ideias para mil projetos diferentes, tente manter o foco em cumprir uma tarefa de cada vez e aponte todas as outras novecentas e noventa e nove ideias para os outros novecentos e noventa nove projetos. Uma tarefa de cada vez, lembre-se. 

 

E estas foram as minhas dicas que vos deixaram mais produtivos nesta quarentena e que irão fazer o vosso dia render. 

 

 

 

 

 

 

 

Quarentena? E agora?

Não queria ser mais uma pessoa a falar do COVID-19 mas o assunto é incontornável. Sobre o Coronavírus há muito que se lhe diga, tenho até uma opinião formada sobre ele e uma teoria mas prefiro guardá-la só para mim. 

Hoje decidi compartilhar convosco algumas ideias do que fazer em caso de quarentena e/ou isolamento social. Mas antes de começar, quero relembrar que estar de quarentena NÃO É estar de férias portanto comportem-se em vez de encher as praias (seja em Carcavelos ou em qualquer outra praia do país) ou centros comerciais, ou o que for. 

Aqui vai algumas ideias do que fazer para combater o aborrecimento. 

  • Ler - aproveitemos esta pausa para por em dia as nossas leituras, ler um livro antigo ou fazer a compra de livros online pela plataforma Wook, por exemplo, com a máxima segurança.  
  • Fazer maratona de filmes e séries - porque não atualizar a temporada em atraso da sua série predileta e/ou fazer maratona de cinema no conforto da sua casa? Há tantos filmes lindos para se derreter, conhecer, ver e rever. 
  • Fazer maratona no YouTube - se fosse vocês, faria uma maratona de Felipe Neto, eu juro há canal do YouTube que me deixa tão bem disposta e a rir às gargalhadas mesmo quando não há muitos motivos para isso é, sem dúvida, o canal deste YouTuber brasileiro que é só dos YouTubers mais vistos em todo o mundo. Mas há muito para ver por lá. Aproveitem!
  • Ler mais o blog - Agora que também estou neste clima de "isolamento social" por questões de precaução que o Governo Regional e Central implementaram, vou ter mais tempo para produzir conteúdo para vocês e por isso conto com a vossa ajuda e faço um apelo com assuntos de posts que vocês quisessem ver por aqui, qual quer sugestão será tida em conta. 
  • Exercitar - Mesmo com o ginásio fechado não há desculpas! Vamos lá arrastar os móveis de casa para criar mais espaço para fazer uma sessão de exercício físico. Eu já me preveni e instalei a app Nike Training Club no meu iPhone para começar a fazer. Esta app também está disponível para Android, iPad e uma versão para o Apple Watch. Vamos lá. 
  • Organizar o closet - que tal dedicar um tempinho ao closet? Organizá-lo, selecionar as peças que pretende manter separando-as daquelas que pretende se desfazer, doando-as para alguém. É uma ótima terapia e eu garanto que é uma ótima maneira de se manter ocupada por mais tempo. 
  • Dia de spa - Qual foi a última vez que tirou um tempinho só para si? Pois bem, um dia de spa caseiro, com uma esfoliação corporal, cuidados com o rosto e corpo, porque não? Relaxe e esqueça o vírus por algum tempo!

E estas foram algumas ideias que eu mesma vou utilizar neste período mais crítico da epidemia e esperar que corra tudo pelo melhor e que tudo se resolva bem rápido. 

A minha proposta para vocês mantém-se: deixem as vossas sugestões de assuntos de posts que gostam de ler e que gostariam que fossem abordados aqui no blog, qualquer sugestão, por mais descabida que vos possa parecer, será tida em conta. 

Cuidem-se bem, respeitem a vossa saúde e de quem vos rodeia!

 

Os meus shampoos favoritos...

Hoje vim falar-vos dos meus shampoos preferidos, aqueles que acredito que fazem milagres ao meu cabelo, que conseguem dominar a fera. O meu cabelo tem tendência para a oleosidade por isso tem como costume lavar dia sim, dia não é nos dias que ele está a passar por um mau bocado eu sempre invento uma maneira para que ele não pareça assim tão mal pelo menos até a próxima lavagem. 

Por isso, vim mostrar-vos os meus shampoos preferidos no momento por ordem de preferência. 

9FA6C147-2D0A-47AC-A1B8-5EA3B5597962.jpeg

Miracle Light da Aussie - o meu favorito dos favoritos! Deixa-me o cabelo bem fresco, leve e brilhante. É, talvez, dos mais caros da lista mas sempre que o uso eu adoro e mantém o meu cabelo livre de qualquer resíduo de oleosidade até à hora de o lavar novamente. Por acaso nunca mais o encontrei no supermercado mas quando o apanhar vou fazer stock cá por casa. 

59D7B115-1808-48F1-AF41-7CD85DF633B7.jpeg

Fiber Therapy da Gliss (Schwarzkopf) - também é um dos mais difíceis de encontrar neste momento no supermercado. Eu adoro-o simplesmente pelo aspeto tão saudável e nutrido que ele dá ao cabelo e o cheiro tão bom que ele deixa fala por si. 

D07A26A7-A59E-441A-BA4F-E28850D4B3BB.jpegMicellar Shampoo Pure Fresh da Syoss - para mim, de todos os shampoos micelar que já testei, este é o meu favorito! Deixa o cabelo leve, brilhante e tão bonito. Gosto sobretudo do aspeto e da sensação de frescura que ele deixa no couro cabeludo. Fica solto e tão lindo até mesmo no dia em que já preciso de lavar. 

A8A2DF07-15EF-4CE2-AA31-B3FB06705BD5.jpeg

Prevenção Queda com Extrato de Bambú da Pantene - Também gosto deste. Ele não deixa qualquer resíduo de oleosidade até ao dia da lavagem, inclusive. Coisa que eu adoro para além de ajudar na prevenção quanto à queda de cabelo, coisa que também me preocupa um pouco. 

8A867784-103C-4EFF-90A4-167C8362A904.jpeg

Total Repair da Gliss (Schwarzkopf) -  Eu acho que o compro mais pelo cheiro que lembra algo como café (??) eu para descrever cheiros sou péssima. Para além de toda a nutrição, brilho e saúde que ele dá, ele é tão cheiroso, meu Deus! 

Estes são os meus preferidos. Já experimentaram algum destes? Quais o que acham que eu deveria experimentar também? 

A autora

foto do autor

Translate

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub