Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversas e Café

Legalizar a Eutanásia em Portugal - Sim ou Não?

Vamos falar de assuntos sérios? E que tal eutanásia?

Nos últimos dias, a Eutanásia tem sido um tema de debate e hoje, vim deixar a minha opinião sobre o assunto de modo a incentivar as pessoas a olharem numa outra perspectiva para a questão em si. 

Primeiramente, para os mais distraídos e/ou desinteressados no tema, a eutanásia é uma palavra de origem grega que significa "boa morte" ou "morte piedosa". É o ato de por fim à vida de uma pessoa, a pedido da mesma, no quadro de uma doença incurável associada uma situação de sofrimento físico ou psicológico. Nos países em que a Eutanásia é permitida, a morte do indivíduo é acompanhada, única e exclusivamente, por médicos. 

Sobre legalizar a Eutanásia em Portugal, eu sou de acordo! Mas antes de fazer soar os alarmes e antes de me julgarem, eis a minha opinião sobre este tema muito controverso. 

Eu sou a favor da legalização da Eutanásia pois acredito que a vida deve ser vivida com qualidade e sem qualquer sofrimento, pois, a partir do momento em que uma pessoa começa a sofrer dores, a viver presa num corpo onde não pode se mover, a depender de terceiros e ficar condicionado devido ao seu estado físico a atividades que adorava fazer e que agora não pode, isso já não se chama viver. De que serve "viver" muitos e longos anos sem qualidade de vida, com dores tremendas, doenças incuráveis que não só podem condicionar o físico como também a parte psicológica e emocional? De que serve "viver" presos a um corpo mórbido e frágil onde a alma sonhadora e aventureira nada pode fazer? É isto que se chama viver? No meio de tanta dor e sofrimento? Pelo facto de depender sempre de alguém para as mais simples tarefas do dia a dia? Que vida!

Depois há imensas questões em cima da mesa, a questão religiosa é uma delas, coisa que eu sendo cristã, sinceramente, não consigo compreender, é algo que me ultrapassa! Tudo bem, Deus tem uma missão para nós cá na terra e é ele que "nos deve tirar a vida". Tudo bem que  a vida é uma dádiva, uma verdadeira bênção, mas será mesmo para estas pessoas? Pessoas que lutam constantemente contra as dores infernais de um estado de doença muito avançado, pessoas que dependem de outras, pessoas que escondem por detrás de um sorriso toda a dor e sofrimento para não causar dor em quem as rodeiam. Coloquem - se no lugar delas, será mesmo uma bênção? Será que vale a pena esperar pelo momento de Deus? 

Já para nem falar que, por causa de não estar legalizado em Portugal, procuram outros países para impor o fim à vida, quando muito o seu único desejo é poder morrer em paz no seu país, nas suas raízes. 

Há muita informação sobre a eutanásia e saibam que antes de por fim, as pessoas são seguidas por especialistas, são feitos imensos testes, psicológicos inclusive, é realizado ao longo do processo até à data final, acompanhamento psicológico não só ao doente como familiares, para que essa pessoa possa partir com toda a dignidade que merece e que sobretudo possa libertar-se de tudo aquilo que a prende neste mundo. 

Enquanto escrevi este post, com a minha sincera opinião lembrei-me de um filme baseado no romance de Jojo Moyes, Viver Depois de Ti. Li o romance e assisti ao filme e tenho que aplaudir pois, na verdade, capta a realidade e dá muito que pensar. 

Em suma, estou totalmente de acordo com a legalização da Eutanásia em Portugal, pessoas que vivem numa constante dor e sofrimento causados por qualquer doença incurável, deveriam decidir por termo à vida, no seu país, nas suas raízes do que viverem sufocadas e presas dentro de um corpo que lhes pertence mas que nem é seu, pois viver, não é isto. E já agora, vejam o filme e tirem a vossas próprias conclusões.

Qual é a vossa opinião?

Conversar :

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

A autora

foto do autor

Translate

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub