Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversas e Café

Coisas que me fazem confusão #2

Se no primeiro post de "Coisas que me fazem confusão" falei de moda e de um acessório mais criativo e pitoresco (para os interessados ou para os mais distraídos cliquem aqui) hoje vim falar de uma outra coisa mas desta vez a nível de valores que a sociedade de hoje está a perder e algo que me aflige capaz de mexer com o meu sistema nervoso e inclusive deixar os meus cabelos em pé. Crianças pequenas e tecnologia. 

Já não é a primeira vez que vou a algum sítio, a um café ou a uma esplanada ou até mesmo a um restaurante e vejo crianças bem pequenas a ver vídeos enquanto que os pais estão reunidos com um grupo de amigos. Houve até um episódio em que uma criança estava a fazer uma birra muito normal para a sua idade e o pai mete um vídeo do panda no YouTube e automaticamente a criança cala-se, como por magia. 

Caros pais, isto é tudo muito bonito e serve muito bem para "acalmar", "distrair" ou "entreter" os vossos bebés mas será saudável para eles? Nem ponho em causa os futuros problemas de visão, isso é o mal menor, mas estou a falar em termos cognitivos. As crianças estão num período de crescimento e desenvolvimento, as birras, os choros, a teimosia, fazem parte do seu comportamento que precisa de ser moldado e estimulado por parte dos pais. Teremos que colocar a geração do futuro, adultos do amanhã, ainda bebés colados às telas dos telemóveis e tablets? Na minha opinião, acho que é cedo demais (e eu comecei a utilizar a internet com 6 anos de idade!!), a criança deve ter tempo para crescer, se desenvolver, se relacionar com o meio ambiente e com quem as rodeia afastadas deste mundo, desta realidade, longe das tecnologias. Há tempo para tudo e há prioridades que os pais devem ou pelo menos deveriam ter mais em conta porque no fundo, pelo andar da carruagem, estamos a criar pequenos robots em vez de seres humanos.

Resultado de imagem para criancas e tecnologia

Os bebés necessitam antes de aprender as coisas mais básicas da vida, os afetos, o carinho, a atenção. Necessitam primeiramente de se desenvolverem, ter o seu espaço, aprender a brincar. A tecnologia é das últimas coisas que uma criança, na sua fase de crescimento e desenvolvimento cognitivo necessita. Portanto, queridos papás, se amam as vossas crianças, trabalhem com elas e estimulem a sua parte cognitiva e emocional. A tecnologia pode substituir muita coisa mas ainda não substitui o lado mais humano do nosso ser. E às vezes dizer não, por muito que nos custe, é uma boa forma de ensinar às nossas crianças que as coisas na vida não acontecem sempre da forma que mais queremos que aconteçam. Elas têm de saber distinguir, primeiramente, que há coisas que são delas e outras são dos pais, a tecnologia pertence ao mundo dos pais e não das crianças. 

 

 

(Imagem: Google)

Conversar :

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

A autora

foto do autor

Translate

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub