Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversas e Café

As 19 lições que aprendi em 19 anos...

Hoje faço dezanove anos, parabéns para mim! E hoje, vim compartilhar convosco dezanove das muitas lições que aprendi ao longo da minha (curta) existência. Na verdade sempre quis fazer um post deste género também para vos dar a conhecer um pouquinho mais de mim, no entanto reconheço que também é um desafio para mim mesma, pensar em dezanove lições/coisas que aprendi com o decorrer dos anos talvez não seja assim tão fácil e inato como muitas pessoas pensam. 

Sei que não sei tudo na vida nem gostaria de saber, mas do tão pouco que sei, vim fazer uma pequena abordagem para vós e quem sabe se não aprendo um pouco mais convosco e vocês comigo. E esse sim, é um dos objetivos deste post nesta data tão especial para mim. 

 

1. Jamais permitir que alguém te subestime. 

Comentários do género "não vais conseguir" ou "desiste" não podem interferir com a tua linha de pensamentos. Não deixes que ninguém te anule ou subestime o teu valor. Não deixes que as palavras/comentários dessas pessoas te deitem abaixo só porque, na prespetiva dos outros, é algo impossível ou desafiante demais para ser alcançado. Mas se tens um sonho ou uma visão diferente, vai atrás dela, arrisca por mais descabida que seja a ideia para os outros, pois pode ser essas ideias que te leve mais longe. 

 

2. Nem todos os que te rodeiam te querem bem. 

Talvez das frases mais duras que puderás ler hoje, no entanto, vais perceber, com o tempo quem está lá para ti, nos bons e principalmente nos maus momentos, para apoiar-te, ouvir-te e aconselhar-te. No entanto deves perceber que nem todos os que te rodeiam são teus amigos, muitas dessas pessoas estão lá por interesses e tantas outras como "sanguessugas" para absorver toda a tua boa energia e diminuir o teu astral. Quando reconheceres quem realmente quem são os "verdadeiros" e os "sanguessugas", aprende a diferenciar as informações que transmites bem como as energias. 

 

3. Se é tóxico, anula da tua vida. 

Muitas pessoas talvez não possam perceber este meu comportamento ou mudança de atitude para com elas mas a partir do momento em que eu sinto que algo não bate certo e me afasto e mudo de atitude, é porque algo já não fazia sentido para mim e para quem sou hoje. Deixei de seguir muitas pessoas nas redes sociais por considerar tóxico, e não foi só pessoas que outrora considerei "amigos" mas sim também figuras públicas ou celebridades, se assim o quiserem chamar. Pelo motivo de estar a intreferir psicologicamente com o meu sistema e tudo mais. E quando é demasiado para mim, quando acho que não tenho que lidar com isso, anulo da minha vida, tanto virtualmente como na vida real e não é errado, de todo, fazer isso. É saudável e chama-se cuidar da sanidade mental, a pouca que ainda resta. 

 

4. A beleza dos outros não anula a tua.

O conceito de beleza é muito subjetivo. E o facto de achares alguém bonita(o) não significa que tu também não sejas. Aliás, o que é bonito para uns, para outros pode deixar de ser. Com isto, quero dizer que os padrões de beleza não são tudo, são simplesmente apenas padrões e conceitos que ficaram conhecidos como ideais, mas não significa que a tua beleza, a tua verdade, o teu ser não seja belo, não seja bonito. A tua beleza interior diz tanto ou mais que aquilo que é visível aos olhos. Nunca compares a tua beleza com a dos outros pois tu és linda(o) tal e qual como és, és única(o) na verdade. 

 

5. A bondade não custa nada.

Não sejamos hipócritas ao ponto de esperar-mos respeito, bons modos e boas ações da outra parte se nós próprios nem o fazemos. É num mundo como este que vivemos que precisamos de ser os primeiros a dar o exemplo do que queremos para nós. A minha mãe sempre me ensinou para tratar os outros da forma como eu gostasse de ser tratada e até hoje, todos os dias, tento manter em mente este mesmo ensinamento. Um "bom dia" ou "boa tarde" quando encontro algum vizinho no prédio, não custa nada. Agir sem querer nada em troca não custa nada. Pequenas ações podem mudar o nosso dia e o dia de quem compartilhamos esses pequenos (grandes) atos. 


6. Tudo acontece por uma razão. 

A vida deu-me provas de que tudo acontece no tempo certo, quando tem que acontecer. Por vezes não sabemos a razão de acontecer. Mas acreditem, só no tempo certo, as coisas dão certo. 

7. Os dias maus também têm fim. 

Sabem aqueles dias mesmo maus que parecem não ter fim? A verdade é que depois da tempestade, o sol volta a brilhar e amanhã é um novo dia.

 

8. Saber reerguer após uma "derrota".

Nem sempre ganhamos as "batalhas" que enfrentamos na vida. Por isso mesmo é necessário ser pragmáticos e lidar de forma racional com os acontecimentos e sobretudo as dificuldades. Saber como contorná-las é essencial. Mas também é necessário saber dar a volta por cima e reerguer e não desistir após derrotados. 

9. Agradecer. 
Acho que em toda a minha vida, fui sempre muito grata por tudo o que me acontecia, bom ou mal, desde pequena foi incutida na minha educação o facto de agradecer a Deus. E foi algo que sempre faço desde que me lembro de ser gente. Dizem que o hábito de agradecer libera o fluxo de receber e é tão verdade! 

10. As aparências enganam.

Poderia escrever uma tese de mestrado com este tema. Mas resumindo, as pessoas são mesmo capazes de nos surpreender, tanto pela positiva como pela negativa. Todos nós ficamos com uma primeira impressão sobre a pessoa, pela sua aparência mas e que tal conhecer primeiro a pessoa e só depois retirar uma conclusão final sobre essa mesma pessoa. 

11. Sê a melhor versão de ti todos os dias. 
Progredir todos os dias. Melhorar um pouquinho hoje, outro pouquinho amanhã. Evoluir dia após dia. Sem medos de revelar quem és e aprender a serem versões melhores. 

12. Nunca mudar por ninguém. 
Mudar para agradar os outros? O quê? Não faz sentido. As pessoas têm de gostar de ti pela pessoa que és, com os teus defeitos e qualidades. Se não gostarem, não tens que mudar por elas mas sim, elas têm que se mudar. 

13. Maturidade nada tem haver com a idade. 
Talvez umas das coisas mais importantes que aprendi a lidar. A maturidade das pessoas que me rodeiam. Muitas vezes senti-me incompreendida pelo facto de que certas pessoas com idade igual ou superior à minha, não terem uma opinião formada sobre certos temas, talvez porque não têm interesse. A maturidade tudo tem haver com o mindset da pessoa e as suas experiências de vida. 

14. Crescer é um processo complicado. 
A adolescência e todas as transformações do corpo, tanto hormonais como físicas, ainda ter que lidar com problemas de autoestima e ansiedade é algo complicado. Nenhuma "criança" está preparada psicologicamente para tantas transformações em simultâneo. Resumindo e concluindo, crescer é um pouco desafiante e por vezes doloroso até. 

15. A lei do retorno nunca falha. 

Nunca ouviram a frase de que tudo o que dás, recebes de volta? Tenho que vos dizer, é tão simples quanto isto. Por vezes demora a chegar mas nunca falha. Estas relações cármicas, para quem acredita nestas coisas, são algo que depende muito dos nossos comportamentos e atitudes. Por isso se emitires uma energia boa e leve para quem te rodeia, receberás em troca tudo o que há de bom e positivo nesta vida, caso escolheres o contrário, tens de te aguentar com o que aí vem. 

 

16. Estar sozinho não é sinónimo de solidão. 

Temos muito o hábito de que estar sozinho é sinal de solidão. É uma teoria que já vem dos nossos antepassados. Para ser sincera, não há nada melhor do que desconectar, de vez enquanto, das pessoas e das correrias do dia a dia. Aquele tempo só teu é aquele tempo que deveria ser mais valorizado uma vez que não é o número de pessoas que tu estás que vai definir a solidão. Muitas vezes podes encontrar-te rodeado de tanta gente e te sentires só ou pelo contrário, podes estar contigo mesmo mas te sentires completo. Lembra-te que tu és a companhia que queres ter. Se não te sentes bem em estar sozinho, então muito dificilmente, sentir-te-ás bem com quem te rodeia. É um facto.

 

17. A vida perfeita de Instagram não existe. 

Deixem-se de ilusões ou comparar vocês ou até mesmo o vosso estilo de vida com alguém que vocês seguem nas redes sociais e acompanham o stories e tudo mais. Lembrem-se que as pessoas só mostram o que querem mostrar e que por de trás de uma câmara também são seres humanos, meros mortais como todos nós com sentimentos, virtudes e defeitos. E se há coisa que eu gostaria é que tentassem normalizar a vida real nas redes sociais, partilhar o dia a dia tal como ele é, mesmo que seja aborrecido, era bom acompanhar e perceber todo o processo do dia a dia e não apenas pequenos fragmentos do mesmo. Enfim...

 

18. Está tudo bem não estar bem. 

A vida é cheia de desafios, altos e baixos, batalhas ganhas e batalhas perdidas. Os contratempos acontecem, as derrotas só nos tornem mais fortes, as frustrações também fazem parte da vida para aprender-mos a crescer enquanto pessoas. Sou daquelas pessoas que acredita que tudo é uma questão de fases e it's okay to not be okay. Porém, acredita sempre, mesmo no teu dia mais escuro, que vai ficar tudo bem e que no fim, vai dar tudo certo pois a vida tem destas coisas para nos colocar de volta ao nosso caminho, onde realmente pertencemos. 

 

19. Não fazer planos. 

Isto é daquelas coisas que ainda estou a aprender. Fazer planos implica colocar as expectativas bem lá em cima o que faz com que se o resultado não sair como o planeado, leva a desilusões e frustrações. Por isso é que muitas das vezes prefiro deixar as coisas correrem e fluírem ao seu ritmo sem fazer grandes planos pois não estamos no comando de tudo. E temos de aceitar isso. Como se costuma dizer "Aceita que dói menos".

 

Espero que tenham gostado deste post, que tenho a certeza que vai deixar-vos a refletir sobre algum tópico que aqui escrevi e que certamente, identificar-se-ão com algum deles. 

4 comentários

Comentar post

A autora

foto do autor

Translate

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub