Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Conversas e Café

#BackToSchool | Dicas de sobrevivência ao 1º ano de faculdade

Se és um futuro estudante universitário, este post é para ti. Hoje trago umas dicas incríveis para regressares à faculdade com nota máxima ou pelo menos tentares sobreviver a uma nova etapa do teu percurso académico. Ir para a faculdade é permitires-te embarcar numa nova aventura, sem dúvida. Adaptares-te a um novo ambiente, a novas pessoas e, sobretudo, se vais mudar-te para longe da tua família é um choque de realidade com a vida adulta. Mas não te assustes pois os melhores anos da tua vida começam agora! 

E para não te perderes e aproveitares ao máximo, deixo-te aqui algumas dicas transversais a todas as faculdades, muitas delas (senão a grande maioria!!) são dicas de uma estudante universitária com duas matrículas, ou seja, eu! 

Alojamento

Muito essencial. Sobretudo para quem mora longe. E olha que é difícil, sobretudo este ano em que volta tudo regime presencial, encontrares um cantinho para ti por isso aconselho-te a te deslocares para o local onde vais estudar assim que a tua candidatura for aceite e começares já a procurar casas/quartos/estúdios. Há sempre factores de peso a considerar: o ambiente, se vais partilhar o teu cantinho com alguém ou não, se te sentes confortável lá, a localização, desde a distância para a faculdade, os transportes, se tens farmácias e/ou supermercados perto de ti, etc. E claro, factor mais importante: a relação entre condições que te são disponibilizadas e o preço que vais pagar. Por isso convém andar de olho e não ficar logo pelo primeiro que vos aparecer à frente. 

A minha experiência: comecei por ver alojamentos na zona de Coimbra pela internet, a minha prima/madrinha de crisma, como já tinha estudado lá também ia mandando links dos sítios que ficavam mais perto da minha faculdade, o que me ajudou imenso. Quando tive a confirmação da minha candidatura, revi as condições dos alojamentos que mais tinha gostado, tendo sempre em conta os factores que referi anteriormente, e contactei os proprietários a perguntar se tinha vaga. Acabei por ficar com o primeiro que vi porque gostei de tudo, apesar de ser um pouco caro, reconheço, tinha todas as condições que precisava. E mesmo morando sozinha, não estou sozinha! 

 

Cartão de Multibanco Universitários 

Aquando da tua matrícula presencial vão dar-te a oportunidade de fazeres um cartão de multibanco com condições especiais para os universitários, pelo menos a UC tem essa parceria com a Santander. Honestamente, a meu ver, compensa vocês fazerem. Têm descontos no Uber e em tudo o que esteja relacionado com o mundo académico. E vocês vão ficar gratos por contar-vos isto porque a mim ninguém me contou. Com este cartão, vocês conseguem ter descontos incríveis ao comprar o traje. Sim, verdade! Poupei mais de 100€ só porque tinha aderido a este cartão. Portanto, pensem lá! 

 

Praxes 

Este tema é o que gera mais controvérsia e coloca todos com opiniões diferentes. Na verdade, a praxe tem toda uma conotação negativa associada porque simplesmente há pessoas e pessoas, códigos de praxes diferentes, visões diferentes sobre do que se trata. É mito quando dizem que quem não vai à praxe não fica bem ambientado mas também é certo que quem vai à praxe tem mais oportunidades de confraternização com o restante curso seja "caloiros" ou veteranos. 

A minha experiência: sempre fui um pouco contra praxes por ter uma noção errada do que era aquilo. Mas fui para experimentar pois sabia que era também ano de covid e que iria ficar muito tempo em casa a olhar para as paredes sem nada para fazer. Tenho que dizer que fiz muito bem e que adorei aquilo. Aprendes não só a te enquadrares num ambiente académico como também a ter respeito pelos outros como também a ser respeitado. Já para nem falar que todas as atividades têm sempre um objetivo, que não é humilhar ninguém mas sim aprender algo novo não só tradições académicas mas também cultura, civismo e entreajuda. Se estão indecisos, experimentem ir só à primeira e depois decidam por vocês se vale a pena ou não. 

 

Planta da Faculdade 

Geralmente as faculdades disponibilizam na internet a sua planta. Aconselho a ter sempre no telemóvel de modo a não te perderes na mesma. Vai ajudar-te para saberes em que andar tens a aula e quais são os wc's mais perto de ti. Eu juro que ajudou-me imenso, sobretudo quando, num ano de covid, ias poucas vezes à faculdade e era muito fácil se perder. 

 

O essencial do dicionário académico

Para não ficares com cara de tacho quando algum docente te falar ou perguntar alguma coisa, aqui estão algumas palavras que te podem ajudar. 

Primeiramente, no ensino superior já não se fala em disciplinas mas sim em Unidades Curriculares ou, simplesmente, Cadeiras.

De seguida os ECTS, muito resumidamente corresponde ao número de créditos, que de acordo com o sistema europeu de qualquer universidade na Europa, cada unidade curricular oferece. Os ECTS podem variar de unidade curricular para unidade curricular e é o somatório de ECTS que vai premitir o teu grau de ensino (Licenciatura, Mestrado, Doutoramento), ou seja, para X curso necessitas de X ECTS obrigatórios. Dado que um ano de formação corresponde a 60 ECTS, um semestre a 30 e um trimestre a 20. E para passares para o nível seguinte de formação tens de cumprir os ECTS mínimos exigidos.

No ensino superior, os teus professores são doutores. Muitos deles nem ligam à forma de tratamento, desde que seja sempre com muito respeito e educação. 

O ensino superior é dividido por ciclos. Muito provavelmente vais ficar com dúvidas quanto inicias as tuas aulas pois quando sai o calendário escolar, muitas vezes aparece por ciclos algumas alíneas. Assim sendo, o 1º ciclo corresponde à Licenciatura; o 2º ao Mestrado e o 3º ciclo ao Doutoramento

O Tutor é um professor da tua faculdade que será atribuido a ti de forma aleatória de modo a que possas recorrer-lhe durante todo o teu percurso académico. Assim, podes contactar-lhe sempre que estiveres em dúvida desde a construção do CV ou para te guiar no teu percurso académico. Podes sempre trocar de tutor depois de ser atribuido. 

As Propinas são as mensalidades que pagas para estudar na tua faculdade e o seu valor pode variar de curso para curso.

As unidades curriculares podem ser avaliada por exames ou frequências. Se for por exame, significa que no fim do semestre, dentro dessa época, vais ou não passar nessa unidade curricular por um único exame. Pudendo depois ir ou não a recurso para melhorar ou tentar passar à cadeira em questão. Caso seja por frequência, tens dois momentos de avaliação durante esse semestre, em que a média de ambos e a participação nas aulas, vão garantir a nota final dessa cadeira. Se falhares a uma frequência ou tiveres negativa na média final, podes sempre recorrer à época de recurso para não deixares a cadeira para trás.

 

Bolsas de Estudo

Tens direito a concorrer às bolsas de estudo. Sejam elas da DGES (Direção Geral do Ensino Superior), da Câmara Municipal da tua zona de residência e se fores das ilhas, podes sempre concorrer às bolsas Regionais. Mas há diferentes bolsas que podes concorrer, seja até de instituições sem fins lucrativos, ou instituições bancárias ou até mesmo as de mérito, esta última engloba outros fatores como o aproveitamento escolar e a classificação obtida no ano anterior. Necessitas apenas de pesquisar os documentos necessários, anexar e entregar dentro dos prazos estabelecidos. 

 

Vida Académica 

É muito importante investires na tua formação, obviamente. Mas também é necessário entrares no mundo académico e socializares com as pessoas. É possível tirar boas notas e ter uma vida académica socialmente ativa, é tudo uma questão de organização. Criar laços com o teu ano de curso e com os mais velhos é essencial. Na faculdade vais acabar por conhecer pessoas de todos os sítios, independentemente se são do teu curso ou não. Mas são pessoas que podes mesmo levar para o resto da tua vida. Não te isoles aos livros e aos resumes apenas. 

 

Obras e bibliografias 

Na faculdade não há manuais. Mas no início do ano os professores colocam nas plataformas universitárias as obras e bibliografias recomendadas à leitura para aquela unidade curricular. A questão é que a lista de obras e bibliografias, para além de extensa e indeterminável, não é de todo em conta para a carteira de um estudante universitário. Por isso, não necessitam de comprar. A não ser que seja altamente recomendada. Mas há muitas obras que darão no contexto de sala de aula que estão disponíveis numa versão online ou então, nas bibliotecas das vossas faculdades para consulta. 

 

Aulas Sobrepostas 

Provavelmente, todos os anos vão sofrer do mesmo mal: aulas sobrepostas. É impossível de estar em dois sítios ao mesmo tempo. Daí terem que arranjar estratégias, falar com os docentes em questão, explicar a situação, pedir apontamentos aos colegas e tudo mais. Caso não consigam, em último caso, mais vale trocar de unidades curriculares. 

 

Apontamentos 

Nesse aspeto sou muito old school. Não consigo tirar apontamentos no computador, faz-me impressão e acabo sempre por me perder. Nada melhor que tirar os meus apontamentos com lápis e papel. Por isso levo sempre o meu caderno (um para todas as cadeiras) e começo a anotar tudo o que preciso. Selecionar o essencial do acessório também é algo importante que, com o tempo, vão conseguir fazer. No fim, se não percebi alguma parte, peço os apontamentos aos meus colegas e ao trocar isso, acrescentamos informação uns aos outros. Também ter apontamentos de alunos antigos, dos anos anteriores, também é algo que podem pedir e o pessoal disponibiliza sem qualquer problema. 

 

Google Calender 

Falei em organização? Este calendário ajudou-me imenso. Tanto para manter a matéria em dia como para me ajudar na organização de estudo para os exames. 

 

Plataforma Digitais

Toda a informação da tua faculdade, desde material de apoio ao estudo enviado pelos professores, como as pautas dos exames, até mesmo o sumário das aulas, encontra-se tudo na plataforma oficial da tua universidade. Para comunicação entre docente-estudante, dá uso ao teu e-mail. Desde que estejas na faculdade, o Instagram e o Tik Tok vão dar lugar ao e-mail e à plataforma oficial da tua faculdade. E acreditem, vão ser as páginas que vocês mais vão atualizar todos os os dias no tempo letivo. 

 

Por fim, só quero desejar-vos um bom regresso às aulas e de recordar um ensinamento estudantil que eu aprendi com os mais velhos e que é mesmo verdade: O CURSO FAZ-SE NO RECURSO!

Saudações académicas.

Playlist | Algumas novas obsessões...

Vamos falar de música? Há quanto tempo que não trago este tema por aqui para vocês? A minha playlist tem sido atualizada com muita frequência, ultimamente. No entanto, reconheço que há sempre aquela música que fica sempre no ouvido e que apetece ouvir uma e outra vez. 

Spoiler Alert: Nesta playlist vão encontrar um pouco de tudo, desde Reggaeton a música portuguesa. Para todos os gostos e com uma diversidade muito variada quanto a géneros músicais. 

Cliquem no play e aumentem lá o som!

 

E estas são as minhas novas obsessões.

Espero que tenham gostado. 

#BackToSchool | Essenciais maquilhagem

O regresso às aulas... para muitos já começou, para outros, ainda está para breve. Por isso mesmo vim falar-vos dos essenciais de maquilhagem para uma pele mais teen para o teu regresso em grande e em beleza seja para a escola ou para a universidade. 

Toma as tuas notas porque estes essenciais, combinados com uma boa rotina de cuidados de rosto, serão a tua arma secreta para tirares nota 20 no que consta a beleza e rendimento de tempo. Se ainda não sabes muito bem como construir a tua rotina de skincare, clica aqui para descobrires! 

Fluído de Cor - Quando falo em fluído de cor, estou a pensar numa alternativa à base. Algo como um BB Cream, um Skin Tint, um protetor solar com cor ou até mesmo uma base de cobertura mais leve. Isto para manter uma cor mais uniforme, esconder algumas imperfeições mas sempre com aquele toque de "segunda pele", o mais natural possível. DICA: não esquecer de aplicar até ao pescoço. 

 

Corretor - Para cobrir as olheiras maravilhosas matinais, algumas imperfeições como marcas de acne ou pequenas manchas e iluminar o rosto. O segredo para não errar e dar aquela iluminada no rosto, sobretudo naquelas áreas centrais, é escolher sempre um tom ou dois mais claros que a nossa base/pele. 

O meu preferido de todos os tempos: Camouflage + Matt Concealer da Essence 

 

Pó Translucido - Um pó que fixe toda a maquilhagem, mesmo a mais leve é sempre essencial, sobretudo para quem tem a pele mais oleosa. No entanto, não invalida que os restantes tipos de pele sejam "imunes" a este produto. Estes produtos podem encontrar como pó solto ou de forma mais compacta. DICA: recomendo a quem tem a pele mais oleosa, aplique-o de forma mais concentrada nas zonas que são mais oleosas e depois uma camada mais fina pelo resto do rosto, incluíndo o pescoço. Para os restantes tipos de pele, basta aplicar uma camada muita fina por todo o rosto, só para garantir que está TUDO fixo durante todo o dia de aulas. Se for preciso retocar, então que seja! 

Os meus preferidos: Loose Baking Powder da Revolution Beauty London ou All about matt! Fixing compact powder da Essence 

 

Mascara de Pestanas - O essencial dos essenciais, a meu ver. Dá logo o efeito instantâneo de olhar acordado. DICA: para curvatura das pestanas passem antes um curvex (comprei o meu na H&M), não tenham medo deste instrumento!

A minha favorita: Lash Princess Sculpted Volume Mascara da Essence 

 

Blush - Para dar aquele ar de saúde, o blush é aquele produto que não pode faltar NUNCA no vosso dia a dia. E há tantos tons por onde escolher, uns mais rosados, uns mais laranja, uns mais castanhos, para todos os gostos. 

 

Batons - Para o dia a dia, com o uso de máscara inclusive, é importante ter os lábios hidratados. Aqui, vai depender muito de vocês. Vou confessar que eu uso sempre batom mesmo que os meus lábios estejam tapados (vaidades!!). Opto sempre por um batom líquido com um acabamento matte e/ou de longa duração para não correr riscos de parecer um palhaço quando tirar a máscara para ingerir água ou alimentos nem esborratar muito as máscaras. Mas também acho interessante os Lip Oil, que são basicamente um gloss com hidratação e cor, ou então um Lip Tint, ou mesmo um hidratante de cor. Há para todos os gostos!

 

E pronto, eis o que considerei essencial para este regresso às aulas com nota máxima. 

Espero que tenham gostado das dicas inclusive. 

Bom regresso! 

 

(Imagem: Pinterest) 

Por que ficamos tristes de perder pessoas que nos magoaram?

Li esta pequena questão numa publicação no Instagram. Nesse momento perdi-me logo a refletir sobre uma eventual resposta, talvez precipitada, diria, mas mesmo assim, senti que esta questão era digna de um tema de reflexão. Desse modo, decidi abordá-lo por aqui. Afinal "Por que ficamos tristes de perder pessoas que nos magoaram?". 

Primeiramente, não custa nada relembrar e passo a citar uma outra frase que li nestes últimos dias: 

Nem tudo são perdas. Algumas coisas são livramento.

De facto, se pensarmos bem, com alguma racionalidade, se pretendemos ser felizes, devemos viver com leveza. Relacionarmo-nos com pessoas (independentemente do tipo de relação, seja amizade ou algo mais!) ou situações tóxicas e negativas, em que nada nos acrescenta senão tristeza, mágoa, dor ou qualquer outro tipo de sentimentos negativos, não é viver com essa tal leveza, felicidade ou até mesmo plenitude. Por vezes é necessário libertar-nos disso para pudermos seguir em frente e de cabeça erguida. E não tem mal nenhum em fazê-lo. A isso chama-se crescer e evoluir. Expandir horizontes. 

Depois, e voltando ao cerne da questão, talvez até ficamos assim por colocarmos demasiadas expectativas e acharmos que "desta vez será diferente", no fundo, é essa esperança, essa expectativa que coloca o relacionamento (seja ele qual for) num outro patamar. Daí "gastarmos" o nosso tempo, dedicarmos toda a nossa atenção, depositarmos toda a nossa energia, até mesmo querermos mudar por essa pessoa/situação, mas eu pergunto-me (e a vocês também) "Para quê? Será que deveríamos mudar por elas ou por nós mesmos?" Ah, pois!

O que é certo é que estamos todos de passagem, nada é eterno e cada pessoa tem o seu tempo para permanecer na tua vida, no teu caminho, com o propósito de ensinamento. Cada um deixa em ti uma lição. Mesmo que seja ela pautada pela dor. Mas aí, só depende de ti, a forma como vais encarar e viver com isso. Essa lição pode ser tanto positiva como negativa, isto é, algo que te possa transformar positivamente de modo com que aprendas a te relacionares com outras pessoas futuramente ou então possa servir de exemplo a não seguir. Agora é uma questão de adaptar à vossa realidade e aceitar simplesmente. 

Obviamente que a tristeza e desilusão é algo que se manifestarão naturalmente pois as memórias felizes sempre virão ao de cima mas pensando racionalmente sobre o assunto, não estaremos apenas a "romantizar" tudo como mecanismo de autodefesa de modo a atenuar os momentos que provocaram uma maior dor/mágoa em vós?! Será mesmo que vale a pena continuar a bater na mesma tecla e correr atrás depois de tudo? Ou agradecer à Vida/Universo/Deus (ou naquilo que vocês acreditam) por vos ter livrado dessa situação/pessoa? Já pensaram que foi melhor assim? Nada acontece por acaso. Tudo tem uma razão de ser! E tenho a certeza que o melhor ainda está por vir, a seu tempo. Pois quando o tempo de permanência é ultrapassado, já não é bom para nós e em nada nos acrescenta! 

Pensem nisso! 

E enquanto pensam, quero saber, na vossa opinião, o porquê de ficarmos tristes quando perdemos alguém que tanto nos magoou. Será apego? Ou será porque depositamos muitas expectativas nelas?

Deixo também, abaixo, o post que me fez abordar tal reflexão: 

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Frases (@respeitei)

A autora

foto do autor

Translate

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub