Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Conversas e Café

Maquilhagens para o Halloween

E o Halloween está a chegar. Esta altura é de grande frenesim para a grande parte das pessoas uma vez que é uma época para disfarçar e se encarnar nas personagens mais assustadoras ou até mesmo revelar um outro lado mais sinistro de nós. Mas são também nestas alturas em que nas redes sociais surgem montes de propostas de maquilhagem, com tutorial e tudo, para que toda a gente possa fazer em casa e os resultados são incrivelmente fascinantes. 

Por isso, de tudo o que tenho visto nestes dias, resta-me deixar-vos por aqui algumas das maquilhagens mais assustadoras para estarem a preceito mas sempre cumprindo as regras impostas da DGS (convém relembrar a situação pandémica atual que estamos a viver mundialmente!). 

Elevei as expectativas, não foi?

Estas são as propostas deste ano.

Divirtam-se em SEGURANÇA!

 

 

(Imagens: Pinterest)

Como reforçar o sistema imunitário?

Com a chuva e o frio que já se faz sentir lá fora e com a COVID espalhada por aí, temos mais que motivos para fortalecer o nosso sistema imunitário. O principal objetivo é fortalecer o sistema imunitário para evitar a gripe sazonal e "tentar" (sim porque até agora não uma "receita" infalível) afastar o covid diante de nós. No fundo, se juntar-mos estas dicas com as práticas já implementadas da DGS - Direção Geral da Saúde, que todos nós já estamos cansados de saber, aí o risco de obter este vírus é menos, porém é impossível estimar quanto a números a redução desse risco uma vez que ninguém está imune e todos nós já percebemos isso, no entanto, pode ser evitado. 

Foi por isso que eu trouxe esta ideia para vocês para vos mostrar, também, alguns dos truques que utilizo para tentar escapar às gripes e consequentemente aos antibióticos e a todos os químicos associados. Estão prontos para anotar as dicas? Vai valer a pena, acreditem. 

Na alimentação 

  • Frutas cítricas como laranja, toranja, kiwi, tomate, são ricos não só em vitamina C, vitamina indiscutivelmente importante nesta época, mas também em antioxidantes, que também é interessante para o sistema imunitário. Já que estamos a falar em antioxidantes, podem encontrá-lo também nos frutos vermelhos, no chocolate negro, no café, no chá verde, na maçã, no feijão, nos legumes verdes escuros, etc. 

 

  • Alimentos ricos em zinco. Podemos encontrar este mineral na carne, nos cereais integrais, castanhas, sementes e leguminosas, tais como feijão, grão de bico, lentilha, ervilha. 

 

  • Oleogenosas. Para além de conterem zinco as oleogenosas são ricas também em vitamina E. Quem fala em oleogenosas refere-se às nozes, castanhas, amêndoas e a óleos vegetais, tais como os de girassol, gérmen de trigo, milho e canola. Elas são altamente benéficas sobretudo para os idosos pois ajudam no combate à diminuição da atividade do sistema imunitário. 

 

  • Gengibre. Principal fonte de vitamina C, vitamina B6 e com ação anti-inflamatória. Este é, também um dos meus aliados para a defesa do sistema imunitário e também no combate às inflamações de garganta. 

 

  • Óleo de Coco. Os ácidos láurico e cáprico presentes neste óleo tem propriedades especificas capaz de modular o sistema imunitário. Ele age contra fungos, vírus e bactérias. Tudo o que a gente precisa, não acham?

 

Saúde Intestinal 

Um facto interessante: sabiam que mais de 70% das células imunológicas situam-se nas paredes intestinais? Daí a ser importante ter uma boa saúde intestinal. O sistema digestivo desempenha um papel fulcral no metabolismos de toxinas do corpo fazendo parte do nosso sistema desintoxicante natural. 

Uma alimentação mais rica em fibras e alimentos grosseiros, como é o caso de alimentos vegetais, os grãos integrais, as nozes, sementes, legumes e frutas que o nosso corpo não consegue digerir, ajuda na rápida remoção de toxinas através do intestino. E claro que também não nos podemos esquecer dos líquidos que também ajudam imenso na saúde intestinal. 

 

Hábitos 

  • Pratica de exercício físico regularmente. Há estudos que indicam que o exercício físico regular aumenta a circulação de glóbulos brancos no organismo. Os glóbulos brancos são células imunológicas cujo o principal objetivo é identificar e "matar" qualquer patógeno causador de doença. Para além disso, manter-se em movimento é importante para aumentar a frequência cardíaca bem como a temperatura do corpo, factores que contribuem para combater as bactérias. 

 

  • Redução no álcool. Posso fazer uma piada? Quando se fala em reduzir no álcool não é no álcool gel! O consumo de álcool compromete o nosso sistema imunitário na medida em que as macro moléculas presentes nele é, sobretudo, açúcar puro. Quando há um elevado consumo de açúcar há, por outro lado, uma redução da capacidade do nosso corpo em responder à ameaça uma vez que diminui a produção de glóbulos brancos no nosso organismo ficando, assim, mais suscetíveis aos vírus e bactérias.

 

  • Uma boa noite de sono. Não só para um efeito rejuvenescedor ou repousante, uma noite bem dormida também tem impacto no nosso sistema imunitário uma vez que melhoram a produção de citocinas anti - inflamatórias e células assassinas que melhoram a capacidade do organismo combater a inflamação. 

 

Suplementação

Devemos reconhecer que por vezes a alimentação, por mais variada que seja, só por si não nos previne a 100%, aliás, a suplementação e os seus benefícios tem despertado muita atenção por parte de nutricionistas, atletas, desportistas e até mesmo para as pessoas meramente comuns quando o seu objetivo é suplementar a sua alimentação para garantir, neste caso, um reforço ainda maior do sistema imunitário. É plausível aliar os suplementos alimentar com uma alimentação equilibrada. Aqui ficam alguns suplementos maravilhosos que ajudam no reforço do sistema imunitário. 

  • Vitamina D
  • Vitamina C
  • Echinacea
  • Glutamina 
  • Zinco

 

E com isto chegamos ao fim de um post demasiadamente informativo cheio de truques e dicas para um melhor reforço do sistema imunitário sobre tudo nesta época em que, mais do que nunca, precisamos de garantir que de facto ele funciona bem. Contudo, não pudemos esquecer da vacinação contra a gripe, de se agasalhar e proteger do frio e da chuva e não menos importante, respeitar as normas impostas pela DGS para salvaguardar a saúde de todos nós. Lembrando que tudo isto começa pela iniciativa própria. 

Cuidem-se sempre.

 

 

 

 

Calçado militar para usar e se apaixonar...

As combat boots estão de volta ao street style com ainda mais pinta do que nunca. Instantaneamente elas dão um outro ar ao resultado final do outfit. E atenção, é possível criar combinações bastante distintas e interessantes com este modelo de botas. 

Seja para os dias mais frios assim como para os dias chuvosos, são uma opção segura para usar, abusar e se apaixonar. Eu sou tão fã deste estilo de botas. Desde as mais básicas todas em pretas, até com aplicações de pérolas e outros detalhes mais pomposos que fazem a diferença, sem esquecer, obviamente das coloridas. 

Para todos os gostos, difícil é mesmo escolher. Por isso, reuni um vasto leque de imagens para vos inspirar como usar esta tendência. Ora vejam.

Talvez usasse com uma sweater desse e uma camisa por dentro e umas collants pretas. 

E vocês como usariam? 

Boa semana. 

 

 

(Imagens: Pinterest )

Emily in Paris - A Opinião

E voltei com mais um post deste género, após falar-vos das minhas duas séries preferidas (La Casa de Papel e Lucifer) é a vez de falar da última série que terminei de ver na Netflix. Eis Emily in Paris

Esta série, só pelo trailer, achei que talvez tivesse algum conteúdo interessante para ver e entreter por isso coloquei como lembrete e assim que estreou, recebi notificação da app e quando comecei a assistir lá estava ela toda lançada e plena em primeiro lugar do Top 10 da plataforma. 

Sinopse:

"Emily Cooper (Lily Collins) é uma jovem executiva de marketing que se muda de Chicago para Paris, após receber uma proposta de trabalho inesperada. Ela agora tem a chance de realizar todos os seus sonhos, mas se depara com muitos desafios pelo caminho - desde o fato de não saber falar francês até a dificuldade em fazer amigos, passando por aventuras amorosas dignas de um filme. Emily vai precisar, então, achar o equilíbrio entre sua vida profissional e pessoal para aproveitar ao máximo seu tempo na Cidade Luz." *

Opinião: 

Talvez uma das coisas que mais me despertou à atenção para ver esta série é que ela é dos mesmos criadores de Sexo e a Cidade e talvez isso fez-me assistir também pelas roupas e todos os detalhes que eles costumam ter. Depois, achei a série muito bem produzida, o conteúdo fluía de forma fugaz e intensa, simultaneamente. Sem falar, claro está, da forma como Emily Cooper (Lily Collins) estava sempre bem vestida, penteada, maquilhada, enfim... Gostei imenso que quando dei por mim, já tinha acabado a temporada. Devo confessar-vos que em um ou dois dias terminei-a e estou à espera da próxima, cujo a data ainda não é oficial e ainda nem é sabido se a Netflix vai renovar mais uma temporada. Spoiler Alert : Nós precisamos de uma nova temporada pois esta primeira deixou muitas pontas soltas que poderiam ser muito bem pegadas e dar origem a mais uma ou duas temporadas e uma pessoa, neste lado, também está desejosa de saber como isto tudo continua uma vez que tem muitos pontos de interrogação em volta de todos os assuntos pendentes desde a vida profissional da Emily, à relação entre ela e Camille e até mesmo quanto ao seu futuro.

Enfim, pouco se sabe ainda. Mas isto dava uma bela continuação, lá isso é certo.

Tenho a dizer que gostei imenso e que me diverti imenso ao assistir esta série. Num todo está muito boa e não há nada a apontar (a não ser as atitudes de Sylvie, enfim, mas isso é uma outra história!!). 

Se querem uma série para vos entreter, vos fazer rir e chorar em simultâneo, esta é a ideal.

Fica aqui a minha recomendação!!

 

 

(*Sinopse retirada do site Adoro Cinema)   

(Imagem: Google) 

All in white...

Com os 8ºC de temperatura logo pela manhã e ao anoitecer, eu não penso noutra coisa a não ser roupa quentinha. E hoje, o post é dedicado ao branco e a todos os outfits que podemos compor com esta cor com a chegada do frio e sem deixar de perder o estilo. Sei que há muitas pessoas que não gostam muito da ideia de usar esta cor durante o outono/inverno mas hoje vim tentar desmitificar que sim, é possível e fica tão lindo usar esta cor nestas estações mais frias e chuvosas também. 

 

Eu fui mais alem e aproveitei para fazer um post cheio de imagens de outfits monocromáticos all in white. Para provar essencialmente como se pode usar esta cor e continuar confortável e quente nesta época de mais frio. Mas não implica que também não possam conjugar com outras cores e combiná-la de infinitas formas.

Acham que vos convenci? 

 

 

(Imagens: Pinterest)

Viajar em tempos de pandemia

Muito se tem falado sobre viajar em tempos de pandemia, aqueles tempos estranhos que requer um maior cuidado. Eu evito ao máximo tudo o que exige mais concentração de pessoas e viagens foi daquelas coisas que mais tive medo, no entanto, era algo que não poderia adiar.

Como já houvera referido outrora, fui colocada, na primeira fase de concurso nacional, na Universidade de Coimbra, a minha primeira opção e claro que não iria deixar escapar esta vaga no meu curso por causa desta (maldita) pandemia. No entanto, sou muito consciente de todos os "riscos" de acordo com as circunstâncias (que, desde já, são iguais a qualquer outra pessoa sem patologias associadas) que viria a correr. E claro que tudo isto não foi levado de ânimo leve mas arrisquei e lá vim eu com metade da Madeira às costas pronta para mais uma aventura, uma nova etapa da minha vida. 

Quanto à minha experiência na viagem Funchal - Lisboa, tenho vários aspectos que considerar mas posso, desde já, garantir que tudo foi MUITO seguro e tranquilo. Chegámos ao aeroporto ainda o sol dormia, apanhámos o primeiro voo da TAP desse dia. Despachámos a bagagem de porão, respeitando a sinalética utilizada no chão, mantendo assim os dois metros de distanciamento social, depois fomos para a sala de embarque, onde mais uma vez todas as normas, desde a máscara ao distanciamento, estavam bem presentes, passámos na zona de segurança do aeroporto e seguimos para as portas de embarque, tudo de forma muito calma e segura. Nestas zonas, deparámos com vários postos de solução à base de álcool gel para manter as mãos devidamente higienizadas e desinfetadas.

O maior medo, o avião. Não pelo facto de viajar pois é algo que pessoalmente adoro, mas sim por estar num sítio fechado com muitas pessoas ao meu redor. Tinha muito receio se alguém teimasse em não colocar devidamente a máscara de proteção, no entanto, nada passou de um receio e toda a gente cumpriu, de forma exemplar, quanto a esse aspecto. 

Chegamos a Lisboa, fomos de "autocarro" até ao terminal 1 para buscar a bagagem e sair dali. Aí o pânico instalou-se. Distanciamento de dois metros era inexistente. Ao contrário do Aeroporto da Madeira, havia poucos postos para a desinfeção das mãos, já para nem falar que não havia qualquer formulário ou teste para fazer antes de seguir cada um a sua vida. E as setas e toda a sinalética adotada? Nada era respeitado. Um caos! Por momentos pensei que estava a reviver os velhos tempos sem Covid, aqueles em que uma pessoa era" livre", só que desta vez a "brincar" às máscaras.

No entanto, já estamos em Coimbra, estamos bem, não apresentamos qualquer sintoma associado à Covid, graças a Deus! Os meus pais voltam à ilha dentro de poucos dias onde vão efectuar testes à Covid à chegada. Temos desinfetado vezes sem conta as mãos, usado máscaras até mesmo na rua, ao ar livre. Tomando, assim, todas as precauções possíveis e imaginárias para que tudo corra bem. 

Para concluir, só gostaria que o Governo Português desse um pouco mais de atenção a esta questão dos aeroportos onde circulam diariamente imensas pessoas de todas as partes do mundo. Acho que não seria má ideia haver mais restrições e apertar mais nas medidas à chegada, não só de passageiros estrangeiros mas também passageiros do nosso país. Ninguém tem escrito na testa que está infetado com Covid - 19. É só a minha opinião, vale o que vale. 

A autora

foto do autor

Translate

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub